Querendo bater de frente com a Netflix, Warner e AT&T planejam lançar serviço de streaming próprio até o fim de 2019

Com a HBO de base e planos de assinatura um pouco mais caros, plataforma também deve agregar produções da Warner e da Turner

por Pedro Strazza

Já fazem três meses que John Stankey, o novo supervisor da Warner Bros. depois que o estúdio foi comprado pela AT&T, divulgou em entrevista ao New York Times que a empresa tinha interesse em fazer da HBO uma nova Netflix. Talvez pelas reações à notícia, talvez por serem os primeiros meses da fusão das duas empresas, tanto o executivo quanto a Warner se mantiveram na miúda sobre o tema depois de tamanha declaração controversa (e que rendeu até um Braincast sobre o tema), mas os planos aparentemente seguem em movimento.

Isso porque a WarnerMedia anunciou durante a Vanity Fair New Establishment Summit nesta quarta-feira (10) que tem planos de lançar a sua própria plataforma de streaming, reunindo produções da HBO, da Turner e da própria Warner. A ser lançado no último trimestre de 2019, o projeto em muito se assemelha à proposta do recém-batizado Disney Play, o canal de streaming que a Walt Disney Company planeja lançar até 2020 para bater de frente com a Netflix.

Encarregado de fazer o anúncio no evento, Stankey garantiu que a plataforma será uma opção extra para acessar o vasto catálogo do conglomerado atualmente pertencente à AT&T: “Nós estamos comprometidos em lançar um produto competitivo e atraente que servirá como um complemento aos nossos negócios já existentes e que nos ajudará a expandir o alcance ao oferecer uma nova opção para entretenimento com a coleção de filmes, séries de televisão, músicas, documentários e animações” afirmou o executivo no anúncio, que também confirmou mais uma vez que o objetivo do novo streaming é de competir com a gigante do mercado comandada por Reed Hastings e Ted Sarandos.

A base da plataforma da Warner, porém, deve ser a HBO mesmo, com as outras duas partes servindo de complemento. De acordo com um memorando escrito por Stankey e obtido pela CNN, a ideia do executivo seria começar o canal como uma espécie de HBO+: “Nosso serviço vai começar com a HBO e a programação definitiva que os espectadores desejam” ele comenta no comunicado interno; “Em cima disso, vamos colocar conteúdo da Turner e da Warner Bros. com suas conexões de marca profundas”.

Já no evento, isso aparentemente ficou subentendido quando o supervisor definiu que ele gostaria que o serviço lembrasse “uma coleção de boutiques que atendem suas necessidades particulares”.

A nova plataforma de streaming da WarnerMedia por enquanto não tem nome, uma data exata para chegar ao mercado ou preços de assinatura definidos, mas Stankey confirmou no anúncio que os planos serão mais caros que os atuais da HBO Go. Vale lembrar, a Warner Bros. recentemente colocou no ar o DC Universe, plataforma de streaming dedicada a todo tipo de material publicado pela DC Comics e suas divisões de cinema, séries e quadrinhos, incluindo produções inéditas como a série dos Jovens Titãs.

Compartilhe: