Positividade tóxica e o direito à reclamação

Braincast 424

Oferecimento: Logo do patrocinador do
Ouvir Positividade tóxica e o direito à reclamação no Spotify
Ouvir Positividade tóxica e o direito à reclamação no Google Podcasts
Ouvir Positividade tóxica e o direito à reclamação no Apple Podcasts
Ouvir Positividade tóxica e o direito à reclamação no Pocket Casts
Ouvir Positividade tóxica e o direito à reclamação no Pocket Casts
Ouvir Positividade tóxica e o direito à reclamação no Pocket Casts
Capa - Positividade tóxica e o direito à reclamação

Como o vício em oferecer ajuda a quem reclama pode atrapalhar mais do que resolver

“Se conselho fosse bom, a gente cobrava”. A frase que suas tias repetiam à exaustão pode fazer mais sentido pra você a cada dia que passa. Tem sempre aquelapessoa que, não importa o que te aconteça, nem o problema do qual você reclame, faz questão de dar algum conselho, dica ou solução mágica para a situação. Nem que essa solução seja apenas “não se irrite” ou “veja pelo lado positivo”. Mas, muitas vezes, as pessoas não reclamam só por não saber o que fazer. E sim porque a situação as indigna, por qualquer motivo. Contra o direito à reclamar sem pensar nas consequências, muitas pessoas entram num estado de “vício em ajuda” que já tem até nome: positividade tóxica, a mania de tentar apontar um lado bom em qualquer situação, por pior que seja.

No Braincast 424, Carlos Merigo, Ken Fujioka e Oga Mendonça conversam com o psicólogo Rodrigo Boavista sobre os efeitos dessa positividade a qualquer custo, e os problemas dessa busca infinita por soluções para problemas insolúveis. Afinal de contas, a gente tem direito a reclamar? Reclamar, desabafar, botar pra fora, sem pensar nas consequências pode ser bom – ou pelo menos, não prejudicial? A busca pelo lado positivo de tudo pode trazer efeitos negativos para a nossa mente?





VOLVO

Nos últimos tempos, os assistentes virtuais entraram nas nossas casas e celulares. É a inteligência artificial sendo usada pra oferecer serviços e soluções que facilitem nossa vida.

A Volvo, claro, não ia ficar de fora e criou o assistente virtual Jakob.

O Jakob é uma forma de atendimento com informações rápidas e fáceis de obter. Ele pode, por exemplo, responder dúvidas sobre os novos modelos de carros da Volvo que chegam em breve ao Brasil, como o XC40 recharge pure electric.

Também dá pra consultar curiosidades sobre a história da marca e fazer o agendamento de serviços.

Desde que foi lançado, há poucos meses, o Jakob já foi testado por centenas de pessoas em diversas cidades do mundo.

Se você quiser testar também, o chatbot pode ser acessado pelo site da Volvo ou até mesmo mandando um WhatsApp para ele! É só escrever para: (11) 97688-0513.

Quer saber mais do que vem por aí? Então acompanhe a Volvo no site oficial e nas redes sociais.



ASSINE O BRAINCAST E FAÇA PARTE DO NOSSO GRUPO FECHADO

Assinando o Braincast você pode interagir com a gente em grupos fechados no Facebook e Telegram, além de receber conteúdo exclusivo.

Faça download do PicPay para iOS ou Android, clique em “Pagar”e procure pelo Braincast, ou então acesse a URL: picpay.me/braincast



QUAL É A BOA

Para saber mais informações sobre as indicações dos podcasters da mesa, acesse http://qualeaboa.b9.com.br.



O Braincast é uma produção B9

Apresentação: Carlos Merigo
Coordenação Geral: Ju Wallauer, Cris Bartis e Carlos Merigo
Produção: Bia Souza
Apoio à pauta: Hiago Vinicius
Edição: Mariana Leão, com a supervisão de Alexandre Potascheff e apoio de Angie Lopez
Identidade Sonora: Nave, com Direção Artística de Oga Mendonça
Identidade Visual: Johnny Brito
Coordenação Digital: Agê Barros, Pedro Strazza e Hiago Vinicius
Atendimento e Comercialização: Rachel Casmala, Camila Mazza e Telma Zennaro