A guerra de Mohsen

Escafandro #52

Ouvir A guerra de Mohsen no Spotify
Ouvir A guerra de Mohsen no Google Podcasts
Ouvir A guerra de Mohsen no Apple Podcasts
Ouvir A guerra de Mohsen no Pocket Casts
Ouvir A guerra de Mohsen no Pocket Casts
Capa - A guerra de Mohsen

A partir da história de um soldado iraniano que se recusa a lutar, este episódio fala sobre a revolução islâmica no Irã, sobre intolerância religiosa, e sobre como golpes de estado e governos em colapso impactam a vida das pessoas comuns.

A revolução islâmica no Irã hoje é vista como uma resposta à operação Ajax, um golpe de estado patrocinado por Estados Unidos e Inglaterra, efetivado décadas antes. A operação Ajax é apontada também como a origem do ódio aos EUA, que alimenta Al-Qaeda, Talibã e outros grupos terroristas. O atentado de 11 de setembro e a recente crise no Afeganistão, por exemplo, são ecos da operação Ajax.

A resposta a ela, a revolução islâmica, ocorreu no final da década de 1970. Ela levou o Aiatolá Khomeini ao poder, demoliu o governo do Irã e causou profundas rupturas.  Liberdades individuais foram tolhidas, iranianos passaram a ser perseguidos e executados por serem homossexuais ou por professarem uma fé diferente do islamismo.

Entre os mais perseguidos, estavam os praticantes da Fé Bahá’í, uma religião moderna e progressista, que prega a união global e a aceitação da diversidade. E entre esses  praticantes da Fé Bahá’í estava um homem chamado Mohsen Javidan Samani. Um homem que, em meados da década de 1980, se viu obrigado a ir à guerra, lutar pelo Irã que o perseguia. Monhsen foi a guerra. Mas se recusou a lutar.

*****

– Colabore com a Rádio Escafandro e receba recompensas.

Clique aqui.

*****

Mergulhe mais fundo

Oração entoada por Renata Bahrampour

– Entrevistados do episódio

Mohsen Javidan Samani

Refugiado iraniano, ex-soldado, adepto da Fé Bahá’í, atualmente trabalha como analista de sistemas.

Renata Bahrampour

Advogada, coordenadora de ações voltadas a violações dos direitos-humanos dos Bahá’í  no Irã e no Iemen, do escritório de assuntos externos da comunidade Bahá’í no Brasil.

Osvaldo Coggiola

Historiador e professor da Universidade de São Paulo, autor de A Revolução Iraniana (Unesp, 2008).

– Ficha técnica do episódio:

Concepção, roteiro, apresentação, sonorização e edição: Tomás Chiaverini

Pauta, produção e pesquisa: Bruno Bartaquini

Trilha sonora tema: Paulo Gama

Mixagem: Vitor Coroa

Design das capas: Cláudia Furnari

Trilha incidental: Blue Dots