Precisamos falar sobre obesidade

Gente #12

Ouvir Precisamos falar sobre obesidade no Spotify
Ouvir Precisamos falar sobre obesidade no Google Podcasts
Ouvir Precisamos falar sobre obesidade no Apple Podcasts
Ouvir Precisamos falar sobre obesidade no Pocket Casts
Capa - Precisamos falar sobre obesidade

Uma conexão Globosat

O episódio “Precisamos falar sobre obesidade” discorre sobre preconceito com pessoas gordas, body shamming, o aumento de cirurgias plásticas, o movimento do corpo livre e, principalmente, o perigo de tratar o assunto sem cair na gordofobia. Segundo pesquisa do IBGE, o percentual da população brasileira com mais de 20 anos considerada obesa mais que dobrou entre 2003 e 2019. E o Brasil não está sozinho, esse é um fenômeno mundial.

Engana-se quem pensa que falar sobre obesidade é seguir a fórmula matemática: consumo de calorias em excesso e gasto inferior dessa energia é igual a obesidade. A ciência já sabe que existem outras dezenas de variáveis que precisam entrar na conta e um ponto de atenção é que a obesidade não é falta de vontade da pessoa perder peso. O universo de uma pessoa gorda pode ser, muitas vezes, solitário, pois muitos indivíduos com um corpo acima do peso são associados a um estereótipo negativo. E é essa discriminação que coloca as pessoas gordas à margem da sociedade.

Na busca pela aceitação do corpo é preciso que as pessoas encontrem referências que ajudem na construção da sua identidade. E quem pode ser um forte aliado é o mercado publicitário que aos poucos já percebe que existe uma busca pela pluralidade de corpos. Se de um lado a tecnologia pode ter ajudado a aumentar os casos de gordofobia e de críticas expressas ao corpo alheio, é através da própria internet que grupos e movimentos são criados para acolher e gerar sentimento de pertencimento às pessoas gordas.

Túlio Custódio comanda o papo com Milena Vital, publicitária e jornalista, que atua como especialista em Pesquisa & Insights na área de Inteligência de Mercado da Globo.

Vem com a gente!

Também disponível no seu player preferido

Spotify | Deezer | Pocket Casts