Clicky

Mais uma marca aprendeu da pior maneira que posts automáticos nem sempre são bons

Perfil da marca publicou vídeos com fotos de serial killers

25.maio.2017

Usar conteúdo gerado pelo usuário de forma automática na sua campanha de publicidade online nem sempre é uma boa ideia. Algumas marcas já aprenderam isso, outras ainda precisam aprender. Uma marca que pulou da segunda categoria para primeira hoje foi a britânica Walkers Crisps.

A mecânica da ação era simples: usuários tuitavam selfies para o perfil oficial da marca no Twitter e eles respondiam com um vídeo contendo essa selfie. Mas nem todo mundo mandou selfies – de fato, muitas pessoas viram a falha óbvia da marca e mandaram fotos de assassinos em série e outros criminosos britânicos – além do ditador soviético Joseph Stalin.



Após perceber o erro, a marca ainda tentou continuar a ação excluindo os vídeos com fotos inapropriadas – mas o estrago já estava feito, basta ver uma busca pela hashtag da ação no Twitter. Apenas há algumas horas a marca decidiu encerrar oficialmente sua desastrosa (porém involuntariamente hilária) campanha.

Comente