Mais próximo da legalização, Nova York descriminaliza maconha

Mudança era uma das promessas de campanha do atual governador Andrew Cuomo e torna o estado no 15° a adotar a medida

por Matheus Fiore

Nova York é mais um estado americano a descriminalizar a maconha. A onda de legalização da substância, que vem cruzando os Estados Unidos desde o sucesso da medida no Colorado, está chegando enfim ao mais popular estado do país.

De acordo com a Reuters, a mudança ainda é um pequeno passo para a legalização total do uso recreativo da maconha, mas já é um progresso. Agora, pessoas apreendidas com posse de pequenas quantidades da erva serão punidas com multas em vez de cadeia. Outro ponto positivo da descriminalização é que, agora, Nova York poderá limpar os registros criminais relacionados a condenações por posse de pequenas quantidades de maconha.

O governador Andrew Cuomo fez da legalização da maconha uma de suas bandeiras durante a campanha para o cargo e vem trabalhando desde então para alcançar o objetivo e igualar seu estado aos outros onze que já legalizaram a erva nos últimos cinco anos. Agora Nova York se junta a outro grupo, composto por quinze estados que já descriminalizaram o uso.

Cuomo afirma que legalizar o uso recreativo da maconha é uma das prioridades para 2019. O governador argumenta que o retorno dos impostos sobre o consumo poderão ajudar a atender demandas urgentes de Nova York, como reparos e modernizações que precisam ser feitos nas linhas de metrô. Um relatório do estado aponta uma estimativa de 1,7 a 3,5 bilhões de dólares em ganhos anuais com o comércio da maconha.

Compartilhe: