Diretor de "Um Lugar Silencioso - Parte II" confirma que filme vai ser adiado por conta do coronavírus

Diretor de “Um Lugar Silencioso – Parte II” confirma que filme vai ser adiado por conta do coronavírus

Produção já havia abandonado plano de estreia na Europa, mas John Krasinski cita "experiência coletiva" como razão para a postergação

por Pedro Strazza

A continuação de “Um Lugar Silencioso” é o mais novo lançamento dos cinemas a ser adiado devido à pandemia do coronavírus. Em sua conta oficial no Twitter, o diretor dos dois filmes da franquia John Krasinski publicou uma carta onde declara que “não é o momento” para se promover experiências coletivas e que vai junto da Paramount lançar a “Parte II” da franquia em um momento mais conveniente.

“Uma das coisas do qual eu tenho mais orgulho é as pessoas dizerem que nosso filme é um que precisa ser visto por todo mundo junto. Bom, devido às circunstâncias sempre em mudança do que está acontecendo no mundo no momento, agora claramente não é a hora certa para se fazer isso” escreve Krasinski no post; “Por mais que nós estejamos muito animados para que vocês vejam este filme, eu vou esperar pra lançá-lo em um momento onde todos nós possamos assisti-lo juntos.”.

Como o texto bem deixa claro, nenhuma data nova foi marcada para o projeto com o anúncio. Confira abaixo a publicação na íntegra.

[ATUALIZAÇÃO: 14h] De acordo com a Variety, a Paramount também cancelou os lançamentos da comédia “The Lovebirds” e do drama “Blue Story” nos Estados Unidos, onde estavam marcados para estrear nos respectivos dias 3 de abril e 20 de março. Como com “Um Lugar Silencioso”, uma nova data não foi divulgada ao público. [FIM DA ATUALIZAÇÃO]

Apesar da declaração de Krasinski valer para todo o plano de lançamento mundial do longa, a Paramount já havia confirmado no início desta quinta-feira (12) o adiamento de “Um Lugar Silencioso – Parte II” no continente europeu. De acordo com o Deadline, os exibidores britânicos foram notificados durante a manhã que a produção mudaria de data no calendário por conta das diversas restrições impostas por autoridades europeias sobre aglomerações públicas.

O filme também não é o primeiro a sofrer as consequências da pandemia do COVID-19. Além da Paramount, a Sony Pictures e a Universal Pictures já haviam confirmado no início do mês que respectivamente “Peter Rabbit 2: O Fugitivo” e “007: Sem Tempo Para Morrer” tiveram suas estreias movidas para o segundo semestre devido à preocupação com a disseminação do vírus. As perdas financeiras são notáveis: só o novo James Bond deve perder até 50 milhões de dólares por conta do adiamento.

Ressaltamos que, de acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil conta agora com 73 casos confirmados de pessoas infectadas com o coronavírus. De acordo com médicos e especialistas em saúde, a melhor forma de evitar a doença e suprimir seu contágio é cobrindo a boca e o nariz com o antebraço ao espirrar, evitando aglomerações e o contato com pessoas infectadas.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link