Sem tempo para morrer… de coronavírus: novo filme de James Bond é adiado para novembro

Filme estava previsto para abril, mas crise da doença levou produtores e estúdios a postergar o lançamento

por Pedro Strazza

O coronavírus acaba de cancelar mais um evento no calendário, agora relacionado ao cinema: “007: Sem Tempo Para Morrer”. Nas redes sociais, a Universal Pictures e a MGM anunciaram nesta quarta-feira (4) que o novo filme da franquia James Bond teve seu lançamento adiado para novembro, deixando sua data de estreia inicial em abril por conta da epidemia do vírus.

De acordo com o comunicado, a decisão foi tomada “depois de muita consideração e uma avaliação completa do mercado de cinema global”, envolvendo além dos dois estúdios os produtores Michael G. Wilson e Barbara Broccoli, atuais responsáveis pela série nos cinemas. O filme agora está previsto para sair primeiro no Reino Unido no dia 12 de novembro, seguido de um lançamento global no dia 25.

A nova data escolhida pelos produtores ao redor do globo é das mais difíceis, mas potencialmente das mais lucrativas. Marcando o dia de Ação de Graças nos Estados Unidos, o filme entra na janela de lançamento de “Godzilla vs King Kong”, outra grande produção que curiosamente também passou por um adiamento em tempos recentes – ao invés do coronavírus, o filme deixou de ser lançado no primeiro semestre para não atrapalhar a agenda da pós-produção.

O adiamento do novo James Bond não acontece sem motivo. Além da situação alarmante que se tornou a disseminação da doença no globo, a indústria do cinema já vem sofrendo há algumas semanas com as bilheterias em queda, especialmente na China onde o foco de contágio é maior a ponto de forçar o país a fechar seus cinemas e interromper a produção de filmes.

A decisão também acontece poucas horas depois de um abaixo assinado virtual a favor da postergação do lançamento ganhar força nas redes sociais. O documento é de autoria do MI6-HQ, que é o maior blog de fãs da franquia, e pedia que a produção passasse pelo seu quarto adiamento – o filme foi atrasado três vezes durante as filmagens – em virtude de criar uma maior janela de tempo para que a doença estivesse sobre controle.

A expectativa agora é que o longa passe por uma interrupção de sua estratégia de marketing, que estava a todo vapor nas últimas semanas – incluindo a tradicional campanha com a Heineken e a divulgação do tema musical do episódio.

A franquia 007 não é a única afetada pela disseminação do vírus, mas é de fato o primeiro lançamento do calendário a passar por uma remarcação global por conta do caso. Enquanto eventos de tecnologia como a F8 e o MWC foram cancelados, no momento a única outra produção cinematográfica que pode passar por uma situação do tipo é o remake de “Mulan” – e embora a Disney esteja de fato analisando, a possibilidade maior no momento é que o filme tenha a estreia adiada apenas na China.

“Sem Tempo Para Morrer” também não é o primeiro filme da franquia estrelado por Daniel Craig a passar por apuros devido a circunstâncias fora do controle da produção, ainda que o adiamento seja inédito. Em 2007, as filmagens de “Quantum of Solace” demoraram para acontecer devido à greve dos roteiristas de Hollywood – o roteiro teria sido finalizado no dia anterior ao início da crise trabalhista.

No Brasil, a OMS até o momento confirmou apenas 2 casos de infectados com o coronavírus, ambos na cidade de São Paulo. De acordo com médicos e especialistas em saúde, a melhor forma de evitar a doença e suprimir seu contágio é cobrindo a boca e o nariz com o antebraço ao espirrar.

Compartilhe: