Depois da Europa, YouTube confirma que vai reduzir padrão de qualidade de vídeo ao redor do globo

Usuário ainda poderá selecionar alta definição nas configurações, mas pelo próximo mês vídeos serão reproduzidos automaticamente na versão standard na plataforma

por Pedro Strazza

Depois do Amazon Prime Video, o YouTube é a mais nova plataforma a reduzir a qualidade padrão de vídeo ao redor do mundo em favor da manutenção da rede. A companhia, que já havia tomado esta decisão para o território europeu na semana passada, anunciou nesta terça (24) que a partir de hoje os vídeos do site serão reproduzidos automaticamente na definição standard ao invés de buscar a alta definição – que ainda poderá ser selecionada manualmente pelo usuário nas configurações.

“Nós continuamos a trabalhar próximo aos governos e operadoras de rede ao redor do globo para fazer nossa parte e minimizar o estresse do sistema durante esta situação sem precedentes” escreve o Google em declaração ao Bloomberg. O YouTube também confirma que o número de visitas à plataforma aumentou drasticamente em muitas áreas, mas que estas estatísticas se estabilizaram durante o dia depois de dias seguidos de picos registrados no fim da tarde.

Prevista para ser aplicada durante o período de um mês, a decisão acontece justamente para permitir que o público não tenha sua conexão com a internet prejudicada de maneira série devido ao aumento de tráfego criado em decorrência da atual pandemia. Além do streaming de vídeo ser responsável por uma maior quantidade de rede consumida em relação à música ou aplicativos de mensagem, um estudo lançado pela Sandvine em 2019 revela que o Google é responsável pelo maior volume de internet gasto anualmente, ficando à frente até mesmo da Netflix.

Esta preocupação surgiu nos últimos dias à partir da Europa, com a Netflix atendendo o pedido da União Europeia de reduzir a qualidade de transmissão do streaming para permitir que a infraestrutura da rede se mantenha intacta mesmo e segura em tempos de maior acesso. Além da companhia de Reed Hastings diminuir em 25% a sua banda larga no continente, o Prime Video também confirmou medida similar no fim da semana passada.

Compartilhe: