Nos EUA, SXSW anuncia parceria com Amazon Prime Video para disponibilizar filmes do festival no streaming

"Prime Video presents the SXSW 2020 Film Festival Collection" vai oferecer acesso gratuito aos filmes selecionados para o evento por um período de dez dias

por Pedro Strazza

Um dos primeiros grandes eventos a ser afetado pelo coronavírus, o SXSW tem sido de longe o festival a pensar nas soluções mais inovadoras para driblar seu cancelamento e permitir que o espetáculo continue apesar da pandemia. Só a mostra de cinema do evento não apenas já conseguiu realizar sua premiação pelo online como agora vai disponibilizar nos EUA toda a sua seleção de produções para o público, de graça e em um dos canais de streaming mais populares do território.

Isso porque a organização do festival anunciou nesta quinta-feira (2) uma nova parceria com o Amazon Prime Video que vai permitir que pelo menos parte da seção de cinema aconteça na plataforma. Com data ainda a ser definida, o serviço de streaming irá debutar a página “Prime Video presents the SXSW 2020 Film Festival Collection”, que por um período de dez dias irá permitir que qualquer pessoa nos Estados Unidos acesse e assista os filmes sem custos – ou seja, assinantes e não-assinantes poderão desfrutar das produções elencadas nesta parte do catálogo.

A definição dos filmes que vão participar da iniciativa da organização e da companhia está na mão dos realizadores de cada projeto. Aqueles que toparem a ideia e autorizar a inclusão da produção devem receber uma comissão pela exibição temporária no streaming, que deve acontecer ainda no mês de abril de acordo com a Amazon. Valores oficiais não foram divulgados ao público.

No anúncio, a diretora do festival de cinema do evento Janet Pierson escreve que o foco do SXSW desde o cancelamento tem sido de “ajudar os filmes e cineastas do lineup” e que a expectativa com a parceria é de que o festival no streaming “ajude a conectar o público com nossos diretores”. Já Jennifer Salke, presidente do Amazon Studios, diz que a realização do evento na plataforma “ajude a devolver um pouco da experiência” do SXSW aos usuários, além de “mostrar artistas e filmes que a audiência talvez não tivesse chance de conferir em outro cenário”.

O SXSW não é o único festival de cinema preocupado em criar acesso aos filmes selecionados para sua mostra. Outros eventos do audiovisual que foram cancelados ou adiados para o segundo semestre devido à pandemia vem buscando alternativas para realizar sua programação mesmo com o atual cenário de quarentena, incluindo o É Tudo Verdade que desde o fim de março vem acontecendo parcialmente no meio online.

Como na questão de data, ainda não se sabe se já há produções a bordo do projeto formado entre o SXSW e o Prime Video – nem se as duas entidades consideram expandir o acesso à programação a outros países fora dos EUA.

Compartilhe: