13477935944_60128d3180_k

Com curadoria de diferentes festivais, YouTube e Tribeca anunciam mostra de cinema online e global

Com início no dia 29 de maio e duração de dez dias, We Are One busca arrecadar fundos para a OMS com catálogo de produções alardeadas do passado e que não receberam a divulgação apropriada

por Pedro Strazza

Responsável pela organização do Festival de Tribeca, a Tribeca Enterprises anunciou junto do YouTube nesta segunda-feira (27) a realização de um novo festival de cinema online que busca surprir o público de mostras de filmes durante o período da pandemia, o We Are One. Ao invés de criar um substituto para seu evento anual, a organização decidiu unir forças para lançar o que define como “um festival global” da sétima arte, com parcerias inéditas com outras entidades do circuito.

Com duração de 10 dias e data de início dos trabalhos para o próximo dia 29 de maio, o We Are One tem como meta arrecadar fundos para o fundo de resposta solidária à pandemia da Organização Mundial da Saúde à partir da exibição de filmes. O bacana é a parte de curadoria: embora uma seleção não tenha sido divulgada, a lista final de participantes da mostra que ficará disponível no YouTube será definida pela organização de Tribeca junto aos responsáveis pelos festivais de Cannes, Berlim, Veneza, Toronto, Locarno, Sundance, San Sebastian, Annecy, Nova York, Londres, Guadalajara, Macau, Jerusalém, Mumbai, Karlovy Vary, Marrakech, Sarajevo, Sydney e Tóquio.

Na divulgação, os organizadores do We Are One declaram que a proposta do evento online é providenciar “filmes novos e antigos” aos espectadores, mas se você espera que com isso os lançamentos mais antecipados dos próximos meses sejam disponibilizados no YouTube já é de bom tom tirar o cavalinho da chuva: a previsão inicial é de que o “catálogo” da mostra seja em sua maioria composta de títulos que não contaram com grande divulgação na época de seu lançamento – o Deadline reporta inclusive que Cannes só vai enviar conteúdos de masterclasses de edições anteriores.

“Nós muitas vezes falamos sobre o poder único dos filmes para inspirar e unir pessoas em diferentes regiões para ajudar a curar o mundo. Tudo que o mundo precisa no momento é de cura.” escreve a CEO da Tribeca Enterprises Jane Rosenthal no anúncio, onde ainda comenta que o festival busca “unir curadores, artistas e contadores de histórias para entreter e providenciar auxílio ao público ao redor do globo”.

O We Are One é o mais novo esforço digital para contornar as limitações impostas pela pandemia ao meio do cinema em 2020. Além dos diferentes festivais que decidiram realizar edições online – incluindo aí Brasília e o É Tudo Verdade – o SXSW também realizou nos Estados Unidos uma versão no streaming de sua seleção deste ano em parceria com a Amazon. A expectativa agora é saber como os eventos do segundo semestre vão lidar com as múltiplas possibilidades do meio sobre o fim ou prosseguimento da quarentena: enquanto Toronto busca ser “o festival dos festivais”, Cannes e Veneza permanecem firmes na meta de manter intacto a realização de edições “físicas” de suas mostras principais.

Compartilhe: