Zoom corrige informação e admite que não possui 300 milhões de usuários

Plataforma na verdade conta com 300 milhões de participantes diários, uma definição que é muito diferente do número total de usuários ativos

por Pedro Strazza

Na semana passada, o Zoom anunciou ao mundo que havia superado a barreira dos 300 milhões de usuários, um marco chocante se considerar que a plataforma de videoconferências havia começado 2020 com pouco mais de 10 milhões de perfis. Agora, porém, foi revelado que o número relatado pela companhia era falso.

De acordo com o The Verge, a empresa desde a publicação da notícia em seu blog oficial vem editando silenciosamente a nota para corrigir as informações apontadas. Se no dia 22 o post escrevia que o Zoom havia “mais de 300 milhões de usuários diários” e que “mais de 300 milhões de pessoas ao redor do mundo usam o Zoom durante este momento difícil”, desde o dia 24 não apenas estas afirmações foram deletadas mas também foram substituídas pela declaração de que a plataforma possui “300 milhões de participantes diários”.

As alterações podem parecer menores, mas há um abismo gigante entre as duas definições. Enquanto “usuários diários” se refere a participantes únicos, podendo ser contado apenas uma vez ao dia, a definição de “participantes diários” engloba o número total de usos da plataforma – ou seja, a cada vez que a pessoa usa o Zoom a participação é adicionada ao contador.

Procurada pelo The Verge, a companhia soltou um comunicado admitindo o erro e definindo-o como um genuíno equívoco com o inglês. “Numa publicação do dia 22, nós de forma não intencional nos referimos a estes participantes como ‘usuários’ e ‘pessoas’. Quando percebemos o problema, nós ajustamos o palavreado para ‘participantes’.” escreve o Zoom sobre o caso; “Foi um erro de supervisão genuíno da nossa parte”.

Apesar da confissão, o Zoom não forneceu novos dados sobre o número total de usuários atual da plataforma.

Compartilhe: