Devido a riscos de segurança, Amazon proíbe funcionários de usar o TikTok

Companhia pede a funcionários com e-mail da empresa que deletem o app da ByteDance até o fim deste dia 10 de julho

por Pedro Strazza

O TikTok segue enfrentando crises relacionadas às suas questões de segurança e privacidade em diversos pontos do globo. Depois de ser banido da Índia e cair fora de Hong Kong, a rede social agora virou alvo de uma nova proibição no ambiente interno da Amazon, que pediu a todo o corpo de funcionários que desinstalem o aplicativo de seus celulares.

De acordo com o New York Times, a companhia de Jeff Bezos enviou na manhã desta sexta (10) um e-mail a todo o corpo de trabalhadores com a solicitação, alegando que “devido a riscos de segurança” a plataforma não é permitida a qualquer funcionário com um e-mail oficial da empresa. “Se você tem o TikTok em seu aparelho, você deve removê-lo até o dia 10 de julho para garantir acesso ao e-mail da Amazon pelo celular” escreve a mensagem, que ainda comenta que “no momento” o aplicativo é permitido para uso nos navegadores de desktop.

Em resposta oficial ao caso, um porta-voz do TikTok declara que embora a rede social não tenha sido avisada da proibição antes do envio da mensagem e “não entenda a preocupação” da Amazon sua posição é de “estar aberto ao diálogo de forma que nós possamos resolver qualquer problema que eles tenham”, permitindo assim que os funcionários da empresa voltem ao ambiente do app.

O banimento corporativo acontece poucos dias depois da rede social da chinesa ByteDance ser flagrada acessando dados internos de outros aplicativos enquanto rodava em segundo plano nos celulares. Embora o recurso tenha sido removido pela companhia, o caso despertou uma onda de preocupação em diversos países, incluindo os Estados Unidos que confirmou estar considerando proibir o aplicativo.

Os riscos para a rede social nesta brincadeira são bastante altos, vale acrescentar. Depois de se ver banida da Índia, onde acumulou 30% dos seus mais de 2 bilhões de downloads, o TikTok ainda teve que presenciar o Instagram começar a testar o Reels no território para aproveitar parte da “corrida do ouro” pelos usuários órfãos do app no território.

Compartilhe: