Disney também adere a boicote das redes sociais com redução de anúncios no Facebook e Instagram

Movimento Stop Hate for Profit tem incentivado grandes empresas do mundo todo a pausarem seus investimentos em anúncios nas redes sociais

por Soraia Alves

A Disney é mais uma empresa a aderir ao Stop Hate for Profit, movimento que tem incentivado grandes empresas do mundo todo a pausarem seus investimentos em anúncios nas redes sociais. De acordo com o The Wall Street Journal, a empresa reduziu seus gastos com publicidade no Facebook e Instagram.

As fontes que conversaram com o jornal não informaram exatamente de quanto foi essa redução no investimento, nem quando a empresa colocou a decisão em prática. Porém, segundo as mesmas fontes, o serviço de streaming de propriedade da Disney, Hulu, cortou toda a sua publicidade no Instagram, e a pausa de publicidade nas plataformas do Facebook não devem voltar antes da retomada das outras empresas.

O boicote ao Facebook foi lançado em junho, como uma iniciativa em conjunto de diferentes grupos que lutam em prol dos direitos civis, incluindo o NAACP, o Color of Change e a Anti-Defamation League. O movimento pede às grandes empresas que parem de anunciar nas plataforma em uma tentativa de forçar a empresa a repensar seu discurso de ódio e políticas de desinformação.

Uma série de anunciantes de alto nível, incluindo Coca-Cola, Unilever, Starbucks, Verizon e LEGO aderiram ao movimento, além de mais de 500 outras empresas que já anunciaram a suspensão de seus anúncios em redes sociais.

No começo de junho, os líderes do Stop Hate for Profit se reuniram com executivos do Facebook, incluindo Mark Zuckerberg, a fim de discutir mudanças nas políticas das plataformas da empresas. Ainda assim, nenhuma grande definição foi anunciada por enquanto.

Compartilhe: