Novas embalagens sustentáveis da Amazon podem ser usadas de casinha para gatos

Ação faz parte de programa de reconfiguração dos invólucros da companhia, que foram recalculados para usarem menos elementos sem perder a proteção dos produtos

por Pedro Strazza

A Amazon anunciou nesta sexta (24) uma série de mudanças no processo de fabricação das embalagens usadas em seu serviço de entrega, visando principalmente torná-las ainda mais sustentáveis. O barato é que além de buscar diminuir o número de elementos utilizados na criação das caixas, a companhia também bolou maneiras diferentes do público reaproveitar o material antes de descartá-lo da maneira devida – e todas elas passam por um uso lúdico com animais de estimação.

As opções no caso são seis e incluem todo tipo de variação das famigeradas “casinhas de gato” que o público geralmente usa para manter os bichinhos entretidos em casa. Há variações dedicadas a fortes, condomínios, moinhos de vento, carrinhos, foguetes e robôs no site da companhia, todos usando nada além do papelão fornecido pelas embalagens e itens básicos como fita adesiva.

A manobra faz parte de um programa “menos embalagens, mais sorrisos” da empresa, que busca reduzir o consumo de papelão utilizado no negócio a partir justamente de sistemas de reciclagem. No site oficial, a Amazon escreve que as equipes internas recalcularam a quantidade de material que pode ser usada para a produção das caixas sem que os produtos sejam prejudicados durante o processo de entrega, e o resultado foram invólucros mais leves e que contam com o tamanho certo a cada produto.

Já sobre o reaproveitamento doméstico, a ação da Amazon lembra muito uma medida tomada pela Samsung em abril sobre a linha de TVs Lifestyle, cujas embalagens volumosas passaram a contar com instruções extras sobre como reaproveitar o material para fabricar também os mesmos tipos de entretenimento para animais de estimação – mas haviam mais opções, incluindo estantes para livros e outros utensílios.

O fato é que a Amazon tem uma tarefa bem mais difícil em termos de sustentabilidade e embalagens, porém. De acordo com o Engadget, a empresa de Jeff Bezos chegou a produzir e distribuir cerca de 5 bilhões de caixas ao redor do globo em 2018, um número grande demais mesmo com 92% dos invólucros sendo devidamente reciclados todo ano e ela declarando que reduziu a produção em 1,5 bilhão nos últimos anos.

Compartilhe: