Nintendo anuncia derivado de “Zelda” ambientado 100 anos antes de “Breath of the Wild”

"Hyrule Warriors: Age of Calamity" será lançado para Switch em novembro, mesmo período da chegada do Xbox Series X e do PS5

por Matheus Fiore

A Nintendo anunciou um derivado de “Zelda: Breath of the Wild”, último jogo da série “Zelda” lançado para Switch em 2017, que será ambientado 100 anos antes do jogo original. Batizado como “Hyrule Warriors: Age of Calamity”, o jogo também trará um novo formato, abandonando a mistura de puzzle e aventura em mundo aberto para focar na ação e no combate em massa.

O jogador poderá utilizar diferentes guerreiros, como Link, Zelda, Mipha, Daruk, Urbosa e Revali. O gameplay será inspirado diretamente no “Hyrule Warriors” de 2014, lançado ao longo dos anos para para Wii U, Nintendo 3DS e para o próprio Switch. O formato hack and slash, popular em franquias como “God of War” e “Devil May Cry”, não costuma ser o foco da Nintendo, mas a boa recepção da obra de 2014 aponta para mais um sucesso da empresa.

O anúncio foi feito com a divulgação do trailer que conta um pouco da história de batalhas de Hyrule no século anterior à trama de “Breath of the Wild” e que introduz alguns dos personagens. Trechos do gameplay de ação também foram apresentados, mostrando as diferentes habilidades de cada personagem.

Com o lançamento marcado para 20 de novembro, o jogo chegará justamente no momento em que duas gigantes da indústria dos games, Microsoft e Sony, lançam seus novos consoles. O Xbox Series X e o Xbox Series S, da Microsoft, serão lançados no começo de novembro, e apesar de não ter uma data oficial divulgada, o PlayStation 5 deve chegar no mesmo período para não deixar seu principal concorrente tomar a dianteira.

A Nintendo tem se planejado de forma interessante para manter-se relevante diante da chegada da nova geração. Além de estar preparando vários lançamentos, a empresa também tem expandido seu mercado. O Nintendo Switch, por exemplo, finalmente está sendo lançado oficialmente no Brasil. Além disso, a empresa japonesa planeja também lançar uma versão mais potente do console.

Compartilhe: