fbpx

Fim do envelope vermelho: em novo esforço de integração do Google, Gmail ganha logo colorido

Mudança acontece em meio à remodelação do ecossistema do G Suite, agora batizado de Google Workspace

por Pedro Strazza

O Google nesta terça (6) anunciou ao mundo um grande projeto de reposicionamento e rebranding que visa ampliar a integração já existente nos produtos oferecidos no G Suite, agora rebatizado de Google Workspace. A novidade atinge todos os cinco serviços existentes no pacote, incluindo aí o Google Editor, Meet, Drive e Agenda que passam por alterações no visual e ganham novas funções.

Em termos de logo, porém, a grande remodelação acontece mesmo no Gmail, que depois de 16 anos de existência enfim se despede do clássico envelope vermelho. Embora o Google tenha mantido a referência no formato, o logo do e-mail da companhia agora é um “M” composto das cores tonais de azul, vermelho, amarelo e verde da marca da empresa, acompanhando assim os colegas de Workspace e outros produtos do ecossistema da companhia – como o Google Maps, que ganhou um rebranding similar em seu aniversário de 15 anos.

Não foi uma mudança fácil, vale dizer. De acordo com o Fast Company, o Google chegou a considerar abandonar o formato do “M” no logo do Gmail, mas a decisão acabou barrada nas pesquisas com público conduzidas – as mesmas que concluíram que o design de envelope não era um elemento vital da identidade do e-mail.

As mudanças e o batismo do Workplace acontecem sobretudo para fortalecer a presença do Google na briga que nutre atualmente com a Microsoft, cujos produtos Office sempre foram dominantes na área de escritórios. De acordo com a companhia, a nova identidade reflete a visão do Google em “oferecer uma experiência simples, útil e flexível, baseada em integração e colaboração”, além de representar o compromisso da empresa em “criar experiências imersivas de comunicação e colaboração”.

Para tanto, o Workspace vai contar com alguns novos recursos de integração entre seus serviços que visam aumentar a produtividade em equipe. A principal novidade talvez seja a possibilidade de se criar documentos em salas de conversa dentro da plataforma principal, diminuindo assim a quantidade de abas usadas por projeto, mas há a adição de visualização de documentos, planilhas e apresentações no Meet, o uso de preview nos arquivos do Editor e novas opções de marcação inteligente.

Enquanto a maior parte dessas novas funções será disponibilizada nas próximas semanas e meses tanto para usuários de empresas quanto gratuitos, o Workspace (e os novos logos) já começam a aparecer para o público a partir de hoje, 6 de outubro.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link