Com Lulu Santos, campanha marca relançamento dos canais Fox com nome Star

Comercial faz paródia de "De Repente Califórnia" para divulgar os agora renomeados Star Channel, Star Life e Star Hits 1 e 2

por Pedro Strazza

Os canais da Fox nesta segunda (22) estão sendo rebatizados oficialmente de Star, como parte do grande movimento resultante da compra dos estúdios da 21st Century Fox pela Disney. A mudança afeta os canais Fox Channel, Fox Life, Fox Premium e Fox Premium 2, que agora são respectivamente chamados Star Channel, Star Life, Star Hits 1 e Star Hits 2 – com o pacote dos dois últimos sendo chamado de Star Premium.

Os outros canais passam por enquanto inalterados, incluindo aí a marca Fox Sports, que passa por um processo de integração com a ESPN, e o FX.

Apesar do rebranding, porém, os canais continuam oferecendo em essência os mesmos conteúdos de antes, o que levou a marca a lançar uma campanha para conscientizar o público da transformação pero no mucho em movimento. Batizado de “O meu destino é ser Star”, a ação conta com um comercial estrelado por Lulu Santos que faz uma releitura de “De Repente Califórnia”, com direito ao cantor interagindo com todo tipo de filme e série dos canais.

O novo batismo dos canais é também o primeiro passo da Disney para introduzir na América Latina a marca Star, que além de se tornar o título responsável por reunir todos os conteúdos de posse da companhia hoje é também quem dá nome ao vindouro serviço de streaming Star+, previsto para junho com todos os filmes e séries que não estão presentes hoje no Disney+.

O diretor de marketing in home Danilo Campos confirmam que o esforço nos canais já é parte do processo da Disney para a chegada do streaming. “A marca Star está sendo construída para ser o destino de conteúdo geral da Disney, ela vai servir aos canais e ao serviço de streaming” diz o executivo ao B9; “A gente já está pavimentando essa construção para a chegada do streaming que vai acontecer muito em breve”.

O momento, porém, é mais sobre garantir que os canais não serão afetados para além do novo nome, com quaisquer especulações sobre o aproveitamento de outras produções na programação não sendo respondidas por enquanto. A palavra da vez, inclusive, é “complementar” a experiência do cliente e permitir que este tome a decisão de como assistir as produções. “Todo o conteúdo que a Disney tem vai ser disponibilizado e o cliente é quem vai ver qual a melhor forma de consumi-lo.” afirma o diretor de entretenimento geral da companhia, Cristiano Lima; “Os canais continuarão a estrear os conteúdos, continuarão a ter a mesma estratégia, e o Star+ é uma nova forma de consumo. O que a gente espera é que seja complementar a oferta”.

Compartilhe: