https___specials-images.forbesimg.com_imageserve_1224515608_0x0 Imagem: BARCROFT MEDIA VIA GETTY IMAGES

Volvo expande licença paternidade dos funcionários para até seis meses

Montadora sueca segue tendência dos tempos atuais e incentiva papeis iguais na criação dos filhos para seus funcionários

por Matheus Fiore

Visando igualar o período de licença paternidade com o de maternidade, a Volto vai oferecer o benefício para todos os seus 40 mil funcionários por até seis meses. Com a novidade, os trabalhadores da montadora poderão solicitar o auxílio de 80% do salário após um ano de serviço pela companhia.

Håkan Samuelsson, o presidente da montadora sueca, comentou em nota que quando pais e mães são incentivados a equilibrar as demandas profissionais e domésticas, a desigualdade de gênero diminui e todos passam a ter oportunidades mais iguais na carreira. A empresa aplicou um período de testes do programa em 2019, e registrou que 46% das solicitações de licença vieram de pais.

Como notou a Folha, a nova política é aplicável também em casos de adoção para casais homoafetivos. Nos últimos anos, a demanda por uma licença paternidade mais realista tem se tornado um tema mais discutido pelas grandes empresas. Em 2018, a Dove Men+Care chegou a aproveitar o Dia dos Pais para reforçar a importância da licença paternidade, em ação que veio junto ao anúncio da Unilever Brasil sobre a ampliação de 20 para 40 dias entre seus funcionários.

No caso da Unilever, a flexibilização permitiu que pais e mães pudessem escolher como melhor usufruir da extensão da licença dentro do primeiro ano de vida do bebê. Ações como a da Unilever e da Volvo são importantes por estimularem maior participação paterna nas obrigações familiares e domésticas

Compartilhe: