Favorito ao Oscar, "Nomadland" vence o BAFTA e o prêmio do sindicato de diretores
Imagem: Divulgação

Favorito ao Oscar, “Nomadland” vence o BAFTA e o prêmio do sindicato de diretores

Filme venceu em 4 categorias do "Oscar britânico" e confirmou favoritismo no DGA

por Pedro Strazza

Visto como um dos favoritos desde o início da temporada de premiações, “Nomadland” voltou a confirmar neste fim de semana que chega na cerimônia do Oscar com toda a cara de que vai levar o prêmio de Melhor Filme. Depois do PGA e do Globo de Ouro, o longa de Chloé Zhao nos últimos dois dias triunfou no prêmio de diretores e no BAFTA, mais dois termômetros que reafirmam a força da produção para a cerimônia da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas do próximo dia 25 de abril.

Realizado no último domingo (11), o BAFTA coroou o projeto com quatro vitórias, incluindo além de Filmes as categorias de Direção, Atriz e Fotografia. Foi o dobro de boa parte dos outros filmes premiados, incluindo aí o britânico “Meu Pai” (que acabou com vitórias em Ator e Roteiro Adaptado), o suspense “Bela Vingança” (eleito em Filme Britânico e Roteiro Original) e os dramas “O Som do Silêncio” (Som e Montagem) e “A Voz Suprema do Blues” (Figurino e Maquiagem e Penteados).

Já no DGA, acontecido no sábado (10), Zhao superou os colegas David Fincher, Aaron Sorkin, Emerald Fennell e Lee Isaac Chung e se tornou a segunda mulher a ser consagrada com a honraria do sindicato – assim como o Oscar, a organização só tinha repetido o feito há uma década atrás com Kathryn Bigelow e seu “Guerra ao Terror”. Darius Marder, enquanto isso, ganhou o prêmio de melhor estreia na direção por “O Som do Silêncio”.

Com estes resultados, a corrida da temporada parece já definir muitas dos campeões de suas categorias pro Oscar, embora ainda permaneça o mistério de quem vai levar a estatueta de Atriz – Viola Davis venceu o SAG, McDormand ganhou o BAFTA e Andra Day recebeu o Globo de Ouro na categoria.

Você pode conferir as listas completas do BAFTA e do DGA abaixo – os vencedores estão em negrito.

DGA

Melhor Direção em Filme

Aaron Sorkin (“Os 7 de Chicago”)
Chloé Zhao (“Nomadland”)
David Fincher (“Mank”)
Emerald Fennell (“Bela Vingança”)
Lee Isaac Chung (“Minari”)

Melhor Estreia na Direção de um Filme

Darius Marder (“O Som do Silêncio”)
Fernando Frias de la Parra (“I’m No Longer Here”)
Florian Zeller (“The Father”)
Radha Blank (“The Forty-Year-Old Version”)
Regina King (“Uma Noite em Miami”)

Melhor Direção de um Documentário

Amanda McBaine, Jesse Moss (“Boys State”)
Benjamin Ree (“The Painter and the Thief”)
David France (“Welcome to Chechnya”)
Michael Dweck, Gregory Kershaw (“The Truffle Hunters”)
Pippa Ehrlich, James Reed (“Professor Polvo”)

BAFTA

Melhor Filme

“Bela Vingança”
“Meu Pai”
“The Mauritanian”
“Nomadland”
“Os 7 de Chicago”

Melhor Filme Britânico

“Bela Vingança”
“Calma with Horses”
“A Escavação”
“Limbo”
“The Mauritanian”
“Mogul Mowgli”
“Meu Pai”
“Rocks”
“Saint Maud”
“O Que Ficou Para Trás”

Melhor Estreia de um Diretor, Produtor ou Roteirista Britânico

Ben Sharrock e Irune Gurtubai (“Limbo”)
Jack Sidey (“Moffie”)
Remi Weekes (“O Que Ficou Para Trás”)
Rose Glass e Oliver Kassman (“Saint Maud”)
Theresa Ikoko e Claire Wilson (“Rocks”)

Melhor Filme em Língua Não Inglesa

“Dear Comrades!”
“Druk”
“Minari”
“Os Miseráveis”
“Quo Vadis, Aida?”

Melhor Documentário

“Collective”
“David Attenborough: A Life on Our Planet”
“O Dilema das Redes”
“The Dissident”
“Professor Polvo”

Melhor Animação

“Dois Irmãos”
“Soul”
“Wolfwalkers”

Melhor Diretor

Chloé Zhao (“Nomadland”)
Jasmila Žbanić (“Quo Vadis, Aida?”)
Lee Isaac Chung (“Minari”)
Sarah Gavron (“Rocks”)
Shannon Murphy (“Dente de Leite”)
Thomas Vinterberg (“Druk”)

Melhor Roteiro Original

“Bela Vingança”
“Druk”
“Mank”
“Rocks”
“Os 7 de Chicago”

Melhor Roteiro Adaptado

“A Escavação”
“The Mauritanian”
“Nomadland”
“Meu Pai”
“O Tigre Branco”

Melhor Atriz

Alfre Woodard (“Clemency”)
Bukky Bakray (“Rocks”)
Frances McDormand (“Nomadland”)
Radha Blank (“The Forty-Year-Old Version”)
Vanessa Kirby (“Pieces of a Woman”)
Wunmi Mosaku (“O Que Ficou Para Trás”)

Melhor Ator

Adarsh Gourav (“O Tigre Branco”)
Anthony Hopkins (“Meu Pai”)
Chadwick Boseman (“A Voz Suprema do Blues”)
Mads Mikkelsen (“Druk”)
Riz Ahmed (“O Som do Silêncio”)
Tahar Rahim (“The Mauritanian”)

Melhor Atriz Coadjuvante

Ashley Madekwe (“County Lines”)
Dominique Fishback (“Judas e o Messias Negro”)
Kosar Ali (“Rocks”)
Maria Bakalova (“Borat: Fita de Cinema Seguinte”)
Niamh Algar (“Calm with Horses”)
Yuh-jung Youn (“Minari”)

Melhor Ator Coadjuvante

Alan Kim (“Minari”)
Barry Keoghan (“Calm with Horses”)
Clarke Peters (“Destacamento Blood”)
Daniel Kaluuya (“Judas e o Messias Negro”)
Leslie Odom Jr. (“Uma Noite em Miami”)
Paul Raci (“O Som do Silêncio”)

Melhor Trilha Sonora

“Bela Vingança”
“Mank”
“Minari”
“Relatos do Mundo”
“Soul”

Melhor Casting

“Bela Vingança”
“Calm with Horses”
“Judas e o Messias Negro”
“Minari”
“Rocks”

Melhor Fotografia

“Judas e o Messias Negro”
“Mank”
“The Mauritanian”
“Nomadland”
“Relatos do Mundo”

Melhor Montagem

“Bela Vingança”
“Nomadland”
“Meu Pai”
“Os 7 de Chicago”
“O Som do Silêncio”

Melhor Design de Produção

“A Escavação”
“Mank”
“Meu Pai”
“Rebecca”
“Relatos do Mundo”

Melhor Figurino

“Ammonite”
“Emma”
“A Escavação”
“Mank”
“A Voz Suprema do Blues”

Melhor Maquiagem e Cabelos

“A Escavação”
“Era Uma Vez Um Sonho”
“Mank”
“Pinóquio”
“A Voz Suprema do Blues”

Melhor Som

“Greyhound”
“Nomadland”
“Relatos do Mundo”
“O Som do Silêncio”
“Soul”

Melhores Efeitos Visuais

“O Céu da Meia-Noite”
“O Grande Ivan”
“Greyhound”
“Mulan”
“Tenet”

Melhor Curta de Animação Britânico

“The Fire Next Time”
“The Owl and the Pussycat”
“The Song of a Lost Boy”

Melhor Curta Britânico

“Eyelash”
“Lizard”
“Lucky Break”
“Miss Curvy”
“The Present”

Compartilhe:
icone de linkCopiar link