image001-H-2021
Imagem: Divulgação

Para a surpresa de ninguém, nome da fusão entre Warner Bros. e Discovery é o mais óbvio possível

Sim, vem aí a Warner Bros. Discovery

por Pedro Strazza

Desde o bombástico anúncio da fusão da WarnerMedia com a Discovery e da consequente saída da AT&T do negócio da primeira, a pergunta que permanecia sem qualquer resposta era o nome do novo conglomerado gerado a partir da combinação das duas empresas. E exatas duas semanas após a confirmação da venda, as companhias envolvidas enfim revelaram nesta terça (1) o novo branding.

Contemplem a nova companhia do mercado de audiovisual norte-americano, a Warner Bros. Discovery.

O nome foi revelado pelo atual CEO do Discovery (e futuro CEO do negócio todo) David Zaslav durante uma reunião geral com todos os funcionários de ambas as empresas nas propriedades da Warner em Burbank. Além do batismo, o logo acima foi revelado junto do novo slogan, uma estranha referência ao “O Falcão Maltês”, “the stuff that dreams are made of” – ou “o material do qual sonhos são feitos”, em tradução livre. A ideia geral parece ser brincar com a rica história da Warner, o que explica o uso da tipografia do logo clássico pra escrever o novo.

Essa parte do legado pelo visto foi um ponto importante no discurso de Zaslav durante a reunião com os funcionários. De acordo com o The Hollywood Reporter, o executivo chegou a comentar que o nome “representa a combinação do legado de 100 anos da Warner Bros. em criatividade, narrativas autênticas e de tomar riscos ousados para dar vida às mais espetaculares histórias com a marca global da Discovery que sempre lutou por integridade, inovação e inspiração”, além de acrescentar que acredita que a nova empresa “será o melhor e mais empolgante lugar no mundo para contar histórias grandes, importantes e impactantes em qualquer gênero e qualquer plataforma”.

Ainda existem muitas dúvidas pairando em torno da companhia, porém, em especial por conta de toda a natureza obtusa da WarnerMedia ser vendida de novo apenas três anos depois de passar por um processo de fusão complicado com a AT&T. O desafio maior do negócio, agora, parece ser mesmo manter os rumos do HBO Max enquanto retomando laços com criativos e parceiros exibidores no cinema, além de todo o complexo desafio de mais uma vez submeter os dois quadros de funcionários a um longo processo de integração e alinhamento.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link