bk-brasil-sustentabilidade
Imagem: Divulgação/BK Brasil

BK Brasil apresenta projeto para manutenção de resíduos gerados nos restaurantes

Projeto Aterro Zero realização coleta, transporte e destinação final e valorização dos resíduos gerados nas lojas da rede

por Soraia Alves

Desde dezembro de 2019, a BK Brasil, máster franqueada do Burger King e Popeyes no país, firmou uma parceria com a Ambiensys Inteligência Ambiental. Neste ano, a rede implementou em 15 restaurantes do Burger King, o Projeto Aterro Zero, para realização de toda coleta, transporte e destinação final e valorização dos resíduos gerados nessas lojas. A iniciativa, agora, segue em plano de expansão para novos restaurantes em Curitiba e em São Paulo.

Com o Projeto Aterro Zero, os resíduos do BK são separados e destinados de acordo com a possibilidade de reaproveitamento: os recicláveis vão para reciclagem, os orgânicos para compostagem e os rejeitos para coprocessamento (geração de energia para fabricação de cimento). Até agora, a iniciativa gerou a redução de 180 toneladas de resíduos aos aterros, das quais, até o momento, 105 toneladas geraram subprodutos que foram reinseridos no mercado.

“Seguimos buscando formas de inovar e acelerar o conhecimento do nosso impacto ambiental no País. Com o projeto Aterro Zero, temos como objetivo direcionar os resíduos utilizados em nossos restaurantes de modo que eles retornem para o meio ambiente de forma segura e sustentável”, completa Fábio Alves, Vice Presidente Jurídico da BK Brasil.

Vale lembrar que, em 2018, a BK Brasil eliminou o uso de canudos de plástico em seus restaurantes e pedidos. Com esse movimento, Popeyes e Burger King deixaram de utilizar 31 milhões de canudos, o equivalente a 105 toneladas de plástico por ano. Em 2020, o Burger King também retirou as caixinhas de papelão do combo King Jr, resultando na economia de mais de 119 toneladas de papel anualmente. Além disso, tanto Popeyes quanto BK não usam caixas para embalar seus sanduíches.

Compartilhe:
  • tags:
icone de linkCopiar link