ueb9
Imagem: Kacper Pempel/Reuters

Europa está 21 anos atrasada na redução de emissão de gases poluentes

Para atingir metas de 2030, União Europeia precisaria investir mais de R$ 20 trilhões

por Matheus Fiore

Um estudo da Enel noticiado pela Reuters aponta que a Europa está 21 anos atrasada no projeto de redução da emissão de gases poluentes. A União Europeia deseja reduzir a emissão em 55% até 2030, mas o relatório aponta que mudanças substanciais só virão em 2051.

Ainda segundo a pesquisa, o objetivo de ter 40% de sua energia renovável, que também tem o ano de 2030 como objetivo, não será alcançado antes de 2043. Para acelerar o processo e bater suas metas, a União Europeia precisaria investir em torno de US$ 4,3 trilhões – algo próximo de R$ 21 trilhões.

O relatório da Enel aponta ainda que há uma necessidade urgente de instituir governanças mais preparadas para o desafio, com a capacidade de rapidamente instituir ações que tragam mudanças concretas. Isso incluiria, portanto, uma coordenação mais rígida entre os Estados que fazem parte da União Europeia, bem como uma estratégia mais regional para promover uma melhor integração com o mercado.

Nos últimos anos, diversos países da União Europeia têm buscado formas de reduzir a emissão de gases poluentes. Na França, por exemplo, a prefeitura de Paris impôs um limite de 30km/h para veículos, além da redução de 60 das 140 mil vagas disponíveis para estacionamento. Mesmo que tenha um efeito visível a curto e médio prazo, a medida ainda parece insuficiente, principalmente por não estar acompanhada de uma ação conjunta dos outros Estados.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link