fbpx
Christopher-Nolan-Dunkirk-2
Imagem: Warner Bros.

Depois de duas décadas na Warner Bros., próximo filme de Christopher Nolan será lançado pela Universal Pictures

Cinebiografia sobre criador da bomba atômica é o primeiro filme do diretor a não ser distribuído pela Warner Bros. desde "Amnésia"

por Pedro Strazza

Christopher Nolan está de casa nova. A Universal Pictures nesta terça-feira (14) confirmou ao Deadline que garantiu a distribuição do próximo filme do diretor, uma cinebiografia sobre J. Robert Oppenheimer e seu papel no desenvolvimento da criação da bomba atômica, num movimento que marca o fim da parceria do cineasta e sua produtora, a Syncopy Inc., com a Warner Bros. A produção está marcada para começar os trabalhos no primeiro trimestre de 2022.

O fechamento do acordo entre Nolan e a Universal confirmam os relatos da semana passada, quando foi confirmado que o próximo projeto do diretor seria sobre a invenção da bomba atômica. Na ocasião, a informação era de que ele estaria conversando com outros estúdios além da Warner Bros., motivado sobretudo pelas decisões de negócios da WarnerMedia no último ano e a estratégia de mover todo o calendário de cinema da companhia para uma estratégia híbrida de streaming e circuito. Na época do anúncio, Nolan chegou a dizer com todas as palavras que o HBO Max seria “o pior streaming do mercado” e que a empresa estaria “desmantelando” uma máquina incrível de distribuição.

Com esse novo projeto, Nolan assim encerra uma parceria de vinte anos com a Warner, estabelecida a partir de 2002 com “Insônia” e que durou todos os oito filmes seguintes do diretor – incluindo títulos de sucesso como “Batman Begins”, “O Cavaleiro das Trevas”, “A Origem” e o recente “Tenet”. A grande ironia é que foi o desempenho pouco convincente de “Tenet” nas bilheterias ano passado – motivadas sobretudo por um desejo do diretor de manter a exibição exclusiva nos cinemas em meio à pandemia – que motivou a Warner a mover seus lançamentos deste ano para o streaming.

O filme sobre Oppenheimer, enquanto isso, segue com bases já estabelecidas. Além de Nolan na direção e a Syncopy na produção direta, o projeto tem o diretor e Emma Thomas como produtores e mira escalar Cillian Murphy em um papel maior da trama. Uma data de lançamento ainda não foi estabelecida.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link