Jaqueta falha na chuva e The North Face responde com entrega espetacular: marketing genuíno ou encenação?

A The North Face realizou uma ação que tem gerado debate sobre a autenticidade das críticas dos clientes e o marketing nas redes sociais. Uma consumidora, Jenn Jensen, publicou no TikTok um vídeo reclamando que sua jaqueta à prova d’água da The North Face não funcionou como esperado durante uma caminhada sob chuva na Nova Zelândia. O post já acumula quase 12 milhões de visualizações

@fannypack310

@thenorthface i’m not mad i’m disappointed …and wet

♬ original sound – Jenn Jensen

Em resposta, a empresa rapidamente enviou um helicóptero para entregar uma nova jaqueta no topo de uma montanha, um gesto que foi gravado (claro) e também viralizou.

@thenorthface

Replying to @Timbrodini We were busy express delivering @Jenn her jacket at the top of mountain. Thanks for the help Jossi!

♬ Lisztomania – Instrumental – Phoenix

A ação levantou questionamentos sobre se trata de uma reclamação genuína ou um marketing ensaiado, principalmente considerando o caso recente em que a Stanley deu um novo carro para uma consumidora.

Nos comentários dos posts, alguns usuários duvidam do vídeo gravado por Jenn, enquanto outros elogiaram a rapidez e criatividade da resposta da marca. Esse incidente poderia exemplificar uma nova tendência, chamada de “Fast-vertising”, onde as empresas reagem rapidamente a conteúdos virais para criar publicidade.

A discussão agora se volta para a autenticidade dessas ações e se veremos mais marcas tentando criar experiências de clientes virais “ensaiadas”. Como diferenciar uma coisa da outra? Ainda que a liderança e coordenação eficaz dentro das empresas sejam cruciais para executar campanhas com sucesso, independentemente de serem reais ou encenadas, isso levanta questões éticas.

Enquanto a entrega via helicóptero pode demonstrar um compromisso impressionante com o serviço ao cliente, a dúvida sobre a encenação da situação inicial coloca em xeque a credibilidade da marca. Isso sugere uma necessidade de equilíbrio entre ações espetaculares e a manutenção da confiança e transparência com os consumidores. Sendo assim, nessa era de publicidade rápida, as marcas podem precisar considerar cuidadosamente como suas respostas virais serão percebidas e se elas reforçam ou prejudicam a percepção de autenticidade e confiabilidade junto ao público.

Share
Publicador por
Carlos Merigo @cmerigo

Recent Posts

  • Brasil
  • Criatividade

100 anos do Itaú: Madonna protagoniza novo comercial da campanha “Feito de Futuro”

Madonna ganhou um comercial solo na atual campanha do Itaú Unibanco, que celebra os 100 anos da empresa. Sob o…

20 horas Atrás
  • Brasil
  • Criatividade

BIS navega a controvérsia com humor e autoironia na campanha “A Origem de MorumBIS”

Em um movimento audacioso que desafiou as expectativas e provocou uma onda de questionamentos, BIS, uma joia da coroa da…

1 dia Atrás
  • Brasil
  • Criatividade

Astro de “The Office” vive aventura financeira no Brasil em nova campanha do Nubank

Em uma colaboração inédita, o Nubank se une ao ator Leslie David Baker, famoso por seu papel como Stanley em…

3 dias Atrás
  • Criatividade
  • Cultura

SXSW 2024: com roda gigante, Audible promete oferecer perspectiva única de Austin

A tradicional presença de Audible em Austin, durante o SXSW, está confirmada para 2024. O festival será palco do Audible…

6 dias Atrás
  • Criatividade
  • Cultura

SXSW 2024: Paramount+ marca presença mais uma vez com The Lodge

O The Lodge do Paramount+ vai marcar presença novamente no SXSW 2024, mais uma vez oferencedo ativações que giram em…

6 dias Atrás
  • Meta

Guerra das Cervejas: a primeira temporada original brasileira do podcast Guerras Comerciais

O B9, em parceria com a Wondery, tem o orgulho de anunciar a estreia da quarta temporada do podcast Guerras…

6 dias Atrás