Visa revela que turistas têm usado tecnologia no planejamento de viagens mais curtas e frequentes

Ferramentas e aplicativos de planejamento já são usados por 83% dos viajantes

por Soraia Alves

A Visa encomendou um estudo sobre viagens e turismo com a Global Travel Intentions (GTI) para conferir quais as tendências no setor no Brasil e no mundo. E o resultado mostrou que as pessoas estão preferindo fazer viagens mais curtas, porém com maior frequência.

Segundo o GTI, a média de duração das viagens em 2017 foi de até oito noites. As viagens ao exterior também aumentaram em escala mundial, subindo a média de 2,5 viagens nos últimos dois anos para 2,7 viagens nos próximos dois anos.

Outro ponto interessante é que o Japão superou os Estados Unidos como o destino mais popular entre os viajantes globais. A Austrália aparece em terceiro lugar na lista de destinos mais procurados.

Os viajantes que mais gastam são originários da Arábia Saudita. Chineses, australianos, americanos e kuwaitianos completam o ranking das cinco nacionalidades que mais gastam durante uma viagem.

Tecnologia ajuda os viajantes

A pesquisa da Visa mostrou que 88% dos viajantes ficaram online enquanto estavam no exterior. Além disso, quase metade dos turistas (44%) usou aplicativos de compartilhamento de viagens para se locomover quando estavam viajando.

As pessoas também têm utilizado mais ferramentas e aplicativos na fase de planejamento das viagens. 83% do público usou a tecnologia com esse objetivo em 2017, contra 78% em 2015.

Ainda assim, a maioria (77%) prefere usar dinheiro físico como forma de pagamento durante a viagem. O engraçado, é que grande parte desses mesmos viajantes afirma que se sente estressado por viajar levando dinheiro em espécie.

Compartilhe: