Quem foi pra rua e para quê?

Mamilos 304

Ouvir Quem foi pra rua e para quê? no Spotify
Ouvir Quem foi pra rua e para quê? no Google Podcasts
Ouvir Quem foi pra rua e para quê? no Apple Podcasts
Ouvir Quem foi pra rua e para quê? no Pocket Casts
Capa - Quem foi pra rua e para quê?

Diálogos de peito aberto

Em muitas cidades do país, o último sábado, 29 de maio, raiou com uma cena que há tempos não víamos: ruas tomadas por uma jornada nacional de protestos. Mesmo em uma pandemia, movimentos, organizações e parte da população se reuniram para os atos do “Fora Bolsonaro –  Pela vida, por vacina, pelo auxílio digno e contra os cortes da educação”. As manifestações aconteceram em centenas de cidades do Brasil e do mundo e foram marcadas pelo uso de máscaras, pelo caráter abertamente antigoverno e também por cenas inesperadas de repressão.

Esse não foi o primeiro grupo a ir às ruas na pandemia – mas foi o primeiro a ter a crise do coronavírus no centro de seu debate. O que significa um povo arriscar a própria vida para ir às ruas? Como é possível defender medidas científicas e isolamento social na aglomeração de manifestações? E o que a mobilização significa para o tabuleiro político? Especialistas no assunto, Pablo Ortellado e Thomas Traumann nos ajudam a montar as novas peças desse jogo de xadrez. E direto das ruas, Felipe Betim (do El País Brasil), e Jeniffer Mendonça (da Ponte Jornalismo), contam um pouco dessa experiência de jornadas pelo país.

Fica a instigante sensação de mais um Mamilos no ar!





FALE CONOSCO

. Email: [email protected]

. Facebook: aqui

. Twitter: aqui

. Instagram: aqui

. LinkedIn: aqui

. Youtube: aqui


O Mamilos é uma produção do B9
 

Apresentação: Ju Wallauer e Cris Bartis
Coordenação Geral: Carlos Merigo, Ju Wallauer e Cris Bartis
Produção: Bia Souza
Pauta e pesquisa: Hiago Vinícius e Jaqueline Costa
Edição: Mariana Leão com trilhas de Angie Lopez
Identidade Visual: Helô D’Angelo 
Coordenação digital: Agê Barros, Pedro Strazza e Lucas de Brito
Atendimento e Comercialização: Rachel Casmala, Camila Mazza e Telma Zennaro