fbpx

Como é o Brasil sem Bolsa Família?

Mamilos 325

Ouvir Como é o Brasil sem Bolsa Família? no Spotify
Ouvir Como é o Brasil sem Bolsa Família? no Google Podcasts
Ouvir Como é o Brasil sem Bolsa Família? no Apple Podcasts
Ouvir Como é o Brasil sem Bolsa Família? no Pocket Casts
Ouvir Como é o Brasil sem Bolsa Família? no Pocket Casts
Ouvir Como é o Brasil sem Bolsa Família? no Pocket Casts
Capa - Como é o Brasil sem Bolsa Família?

Diálogos de peito aberto

Na semana passada, muitas pessoas se surpreenderam com manchetes anunciando que o Bolsa Família chegou à sua última prestação. Após 18 anos, o benefício de transferência de renda, que hoje complementa ou sustenta o orçamento de cerca de 14 milhões de famílias, parece ter chegado ao seu capítulo final. Isso porque o Governo Federal decidiu criar um substituto para o Programa, chamado de Auxílio Brasil – uma versão “turbinada” do benefício, que deve pagar até R$ 400 por mês para mais de 16 milhões de famílias pobres ou em pobreza extrema, que encerram agora seu ciclo com o auxílio emergencial da pandemia. Além do aumento no valor dos pagamentos e no número de beneficiários, o Auxílio Brasil promete conceder uma série de bonificações por mérito dos cadastrados no programa. Promete, porque o governo ainda não conseguiu comprovar de onde virá a fonte de renda que pagará o novo benefício – mais caro e abrangente que o anterior.

Por isso, que nessa semana, mais do que entender o que significa a chegada do novo Auxílio Brasil, Cris Bartis e Ju Wallauer decidiram mergulhar numa caminhada histórica, para entender o impacto, a importância e os limites do Bolsa Família – um dos mais premiados e reconhecidos programas sociais do mundo – no combate à pobreza extrema, na evolução das políticas públicas brasileiras e na vida de milhões de famílias e servidores públicos, com entrevistas de Hudson da Costa, assistente social do CRAS Amazonas; Juciara Moreira Santos Marques, que é assistente social e assessora técnica do município de Tavares, na Paraíba, e Zamiliano Frossard, que acompanha famílias inscritas no programa no interior do Rio de Janeiro. Também conversamos com a ex-secretária de Assistência Social e Combate à Fome no governo de Dilma Rousseff, Denise Colin sobre a criação, evolução e função do programa. E para completar, áudios de Denise de Sordi (FFLCH/USP) nos ajudam a entender o que deixa de existir e como essa insegurança quanto à viabilidade e manutenção do novo programa afetam o dia a dia de quem depende dele – para  comer, ou para trabalhar.

Vem com o Mamilos se preparar para a História, antes que ela aconteça.





CURSERIA

Após anos colocando no ar o Mamilos, por 325 semanas, Ju Wallauer e Cris Bartis se uniram ao Curseria para bolar o curso B9 Ensina: “Podcast: da Concepção à Monetização”. Serão 2 módulos supercompletos, com dezenas de aulas, conteúdos extras, materiais complementares… um mergulho de cabeça no universo da produção de podcasts.

Um curso para quem já tem seu podcast, mas também para quem pretende ter ou apenas tirar curiosidades sobre esse universo.

Vem aprender com Cris e Ju como fazer podcast – na prática e na real! Inscreva-se agora.



FALE CONOSCO

. Email: [email protected]

. Facebook: aqui

. Twitter: aqui

. Instagram: aqui

. LinkedIn: aqui

. Youtube: aqui



CONTRIBUA COM O MAMILOS

Quem apoia o Mamilos ajuda a manter o podcast no ar e ainda participa do nosso grupo especial no Telegram. É só R$9,90 por mês! Quem assina não abre mão.

https://www.catarse.me/mamilos



EQUIPE MAMILOS

Mamilos é uma produção do B9

A apresentação é de Cris Bartis e Ju Wallauer

Pra ouvir todos episódios, assine nosso feed ou acesse mamilos.b9.com.br

Quem coordenou essa produção foi a Beatriz Souza.

O apoio à pauta e pesquisa foram de Hiago Vinícius e Jaqueline Costa.

A edição foi de Victor Souza e as trilhas sonoras, de Angie Lopez.

A capa é de Helô D’Angelo.

A curadoria nos programas de história é realizada por Déia Freitas.

A publicação ficou por conta do Agê Barros.  

O B9 tem direção executiva de Cris Bartis, Ju Wallauer e Carlos Merigo.

A coordenação digital é do Pedro Strazza, Mattheus Guimarães e Jade Teixeira e o atendimento e negócios é feito por Rachel Casmala, Camila Mazza, Greyce Lidiane, Luzi Santana e Telma Zenaro.