Apple confirma lançamento do Apple TV+ para 1° de novembro

Consumidores dos produtos da companhia ganharão um ano de assinatura grátis do serviço de streaming, cujo preço inicial será de 5 dólares mensais

por Pedro Strazza

Depois de meses de especulação e trailers lançados aqui e ali, a Apple enfim confirmou hoje (10) que o Apple TV+, o seu serviço de streaming com conteúdo original, começará a funcionar no próximo dia 1° de novembro. Além disso, a companhia aproveitou a realização de evento na sua sede em Cupertino para anunciar que a plataforma custará 4,99 dólares ao mês.

[ATUALIZAÇÃO] A Apple confirmou que no Brasil o Apple TV+ não apenas chega no mesmo dia de lançamento global como será vendido ao preço de 10 reais ao mês. O serviço também contará um período de testes gratuito de sete dias. [FIM DA ATUALIZAÇÃO]

O Apple TV+ deve ser disponibilizado inicialmente em mais de 100 países, com assinaturas gratuitas de 1 ano sendo distribuídas para todos os consumidores que adquirirem novos produtos da marca nos próximos meses. Junto desta estratégia, o valor inicial da assinatura coloca o serviço numa posição bastante vantajosa em relação aos outros competidores, em especial o Disney+ (cujo preço será de 6,99 dólares ao mês e estará disponível em pouquíssimos territórios) e a Netflix, que domina o mercado hoje com um tabelamento feito à partir dos 12 dólares cobrados mensalmente dos usuários estadunidenses.

Junto do anúncio da data de lançamento, a Apple também divulgou o line-up inicial de produções originais que estarão disponíveis nos primeiros dias do Apple TV+. Além das já confirmadas “The Morning Show”, “For All Mankind” e “Dickinson”, a companhia adicionou a (milionária) série de ficção-científica estrelada por Jason Momoa “See”, o programa infantil “Helpsters” da Sesame Workshop, o derivado de “Peanuts” em forma de animação “Snoopy in Space”, o seriado infanto-juvenil “Ghostwriter” e o documentário produzido por Oprah Winfrey “Elephant Queen”.

Compartilhe: