Mensagem que revelou a morte de Chadwick Boseman se torna o tweet mais curtido da história

O tweet, com quase 6 milhões de curtidas, tirou o recorde que pertencia a Barack Obama

por Carlos Merigo

A morte precoce do ator Chadwick Boseman, aos 43 anos de idade, deixou a internet em estado de choque na noite de sexta-feira (28). O anúncio foi feito através do perfil no Twitter e outras redes sociais do astro de “Pantera Negra”, com uma mensagem revelando que Boseman teve câncer de cólon diagnosticado há quatro anos. 

Menos de 24 horas depois, a notícia tornou-se o tweet com mais curtidas da história, somando quase 6 milhões de likes. O recorde foi confirmado pelo próprio Twitter. Para efeito de comparação, o mesmo comunicado conta com 16.6 milhões de curtidas no Instagram.

Antes disso, a marca de tweet com mais curtidas pertencia ao ex-presidente dos EUA, Barack Obama, quando publicou uma mensagem referenciando Nelson Mandela em 2017. Era, mais uma vez, um momento de convulsão social envolvendo questões raciais.

O tweet de Obama acumula 4.7 milhões de curtidas até o momento.

Durante todo o sábado (29), a morte de Chadwick Boseman permaneceu o assunto mais comentado nas redes sociais. Além de se eternizar retratando o rei T’Challa, herói da Marvel, o ator também trabalhou com Spike Lee em “Destacamento Blood” e representou figuras históricas, como o cantor James Brown, no filme “Get on Up”, de 2014, e Jackie Robinson, primeiro afro-americano a jogar na principal liga de baseball americana, em “42: A História de uma Lenda”.

Compartilhe: