fbpx
merlin_164580282_acb0cbd0-3b23-4e42-a3cf-fe195948ebab-superJumbo

Aumentou: Ford vai investir US$ 29 bilhões no desenvolvimento de carros elétricos e autônomos

São 7 bilhões de dólares para a direção autônoma e 22 bilhões para veículos elétricos

por Pedro Strazza

A Ford anunciou nesta sexta (5) o investimento de 29 bilhões de dólares no desenvolvimento de carros elétricos e autônomos até o ano de 2025, ampliando sua promessa de dedicação ao segmento que fez há três anos. Além de aumentar o prazo (o calendário antes ia até 2022) e incluir a direção automática, o valor é mais que o dobro dos US$ 11 bilhões previstos em 2018.

De acordo com a fabricante, o montante prevê US$ 22 bilhões para os veículos elétricos e os outros US$ 7 bilhões para tecnologias de direção automática. Os carros frutos da iniciativa incluirão tanto híbridos quanto totalmente elétricos e envolverão marcas consolidadas da Ford, como o caso do Mustang Mach-E, a caminhonete F-150, a van comercial E-Transit e até mesmo a marca de luxo Lincoln.

“Nós estamos acelerando todos os nossos planos… aumentando a capacidade da bateria, melhorando os custos e trazendo mais veículos elétricos para nosso plano de ciclo de produtos” escreve o CEO Jim Farley no anúncio, feito durante a reunião trimestral da companhia; “A transformação da Ford está acontecendo e também nossa liderança na revolução dos carros elétricos e no desenvolvimento de direção autônoma”. Ainda o executivo, o plano é se tornar ainda mais agressivo nos segmentos no intuito de garantir o topo da cadeia de vendas.

Apesar da pose de inovador, a Ford acompanha movimentos recentes de concorrentes como a Mercedes-Benz e a Volkswagen na renovação do compromisso com carros elétricos, mesmo que nenhuma das duas tenha anunciado pretensões tão altas de investimento. A fabricante só fica atrás da General Motors em gastos, dado que esta pretende investir até US$ 27 bilhões na área até 2025 – e inclusive fez um comercial dedicado à questão no Super Bowl deste ano.

Este é apenas o segundo grande anúncio da Ford na semana, que começou com a confirmação de uma parceria com o Google para permitir que seus carros ganhem suporte de Android até 2023.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link