Ford_Focus_Electric_13.0.0

Ford quer vender apenas carros elétricos na Europa até 2030

Plano envolver a venda de seiscentos mil veículos elétricos ao longo de seis anos no continente

por Pedro Strazza

A Ford tem planos de vender somente veículos elétricos na Europa até 2030. A informação foi divulgada pela fabricante nesta quarta (17) e faz parte do planejamento da empresa em gastar um bilhão de dólares para converter sua montadora na Colônia, Alemanha, em sua primeira linha de produção exclusiva da modalidade no velho continente.

Para cumprir tais metas, a Ford afirma que vai buscar realizar gradualmente a transição para o mercado ao longo da próxima década, começando com o estabelecimento de uma linha de veículos comerciais 100% elétrica até 2024 e seguindo com um esforço idêntico à área de veículos de transporte de passageiros em 2026. Na agenda da companhia, 2030 em tese é o ano em que a expectativa é de 2/3 das vendas de veículos comerciais sejam de modelos elétricos ou híbridos, além de toda a venda de carros para passageiros ser apenas elétrica.

Na prática, isso significa que a Ford planeja distribuir mais de seiscentos mil veículos com arquitetura MEB ao longo de seis anos na Europa, atendendo assim as novas exigências da União Europeia sobre emissões de carbono.

O anúncio acontece pouco menos de duas semanas depois da fabricante confirmar um investimento adicional de US$ 22 bilhões em veículos elétricos (e mais sete bilhões para autônomos), além de seguir o plano da companhia de zerar as emissões de carbono da companhia até 2050. A Ford não é a única interessada neste remanejamento: a Jaguar esta semana também confirmou planos de se tornar uma marca totalmente elétrica até 2025, gastando em torno de US$ 2,5 bilhões no projeto.

Compartilhe: