maxresdefault (1)
Imagem: Divulgação

Depois de pular edição 2020, YouTube cancela de vez o Rewind

Plataforma diz planejar celebração "nova e diferente" para os próximos fins de ano, mas incentiva youtubers a criarem as próprias retrospectivas em 2021

por Pedro Strazza

O YouTube oficializou nesta quinta-feira (7) o fim definitivo do YouTube Rewind, retrospectiva anual da companhia que contemplava criadores, memes e vídeos mais populares da rede social desde 2011. A confirmação foi feita primeira ao TubeFilter e depois chancelada nos canais oficiais da plataforma, que comenta um redirecionamento de energias para criar uma “experiência atualizada e diferente” do tema.

https://twitter.com/YouTubeCreators/status/1446103025500577796

Além de confirmar o fim, o YouTube também declara ao veículo que vai incentivar criadores de conteúdo a preencherem o vácuo deixado pelo Rewind enquanto essa “nova experiência” não é lançada oficialmente. “Vamos continuar a inspirá-los a ver a miríade de formas que os produtores de conteúdo mais criativos do planeta – os youtubers – podem encapsular o fim do ano em seus vídeos, enquanto o YouTube aposenta o vídeo Rewind” escreve um porta-voz ao TubeFilter.

O fim do YouTube Rewind não chega a ser uma surpresa. Além da companhia ter cancelado a edição de 2020 devido ao impacto da pandemia no mundo e por isso “não soar correto continuar o show”, a produção já havia tomado um baque em 2018 quando a retrospectiva do ano se tornou o vídeo mais desgostado da história da rede social, com direito a ridicularizações de toda parte – incluindo a comunidade, incomodada com escolhas dos criadores selecionados. A última versão, de 2019, também surtiu pouco efeito, com o compilado de vídeos não chamando a atenção dos usuários.

Não deixa de ser um fim melancólico para o formato, ainda mais na época de seu décimo aniversário. O Rewind se tornou uma estranha parte crucial da cultura do YouTube ao longo dos anos, mas claramente não conseguiu se manter atualizado frente a novas tendências – incluindo a pulverização da audiência de vídeo para competidores como o Instagram e em especial o TikTok.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link