Clicky

“Mogli” de Andy Serkis é vendido para a Netflix e será lançado no streaming em 2019

“Mogli” de Andy Serkis é vendido para a Netflix e será lançado no streaming em 2019

Vendida para o serviço para evitar comparações com a recente versão da Disney, filme deve ser lançado em versões 2D e 3D na plataforma

por Pedro Strazza

A princípio, 2018 era o ano em que Hollywood lançaria nos cinemas de todo o mundo uma nova versão em live-action de “Mogli” nos cinemas pouco mais de dois anos depois de outra já ter estreado nas mesmas telonas. Embora a Disney tenha ganhado milhões e faturado um Oscar com “Mogli: O Menino Lobo” em 2016, a Warner Bros. ia colocar nos cinemas no próximo mês de outubro o Mowgli de Andy Serkis, primeiro blockbuster comandado pelo ator que também faria uso de tecnologia para animar as criaturas que o “menino lobo” encontra em suas aventuras.

Os planos, porém, aparentemente mudaram, pois de acordo com o Deadline a Warner acaba de vender os direitos de distribuição do filme para a Netflix e tirou o filme de seu calendário. Agora, sua estreia não apenas foi realocada das telonas para as telinhas mas também foi adiada de 18 de outubro para algum momento de 2019. Mesmo sem a divulgação dos valores, esta é sem dúvida a maior aquisição de um produto finalizado que o serviço de streaming fez até o momento, superando com tranquilidade os tão alardeados “The Cloverfield Paradox” e “Aniquilação” que adquiriu e lançou no início deste ano.

Em entrevista ao site, Andy Serkis confirma que o principal motivo para que o estúdio tenha feito esta venda veio da proximidade e da semelhança do projeto com a produção de Jon Favreau para a Disney. “Nós nos encontramos nessa corrida com a Disney e havia esta disputa apertada entre os dois projetos sobre quem seria lançado primeiro” afirma o diretor, que continua dizendo que “Ambos os estúdios queriam ser o primeiro. Mas nós percebemos que as técnicas de captura de movimento iam precisar de mais tempo por conta da forma como eu queria trabalhá-las na pós, então nós decidimos deixar que o outro filme tivesse seu momento”. Serkis também se diz entusiasmado com a entrada da Netflix no projeto e que a versão em 3D deve ser mantida pela empresa: “Agora, nós podemos evitar comparações com o outro filme e é um alívio não ter esta pressão. Eu vi a versão em 3D e é excepcional, um olhar diferente da versão 2D, muito exuberante e com grande profundidade, e vai haver alguma espécie de componente cinematográfico para isso”.

Esta não é a primeira vez que a Warner entra em acordo com a Netflix sobre os direitos de distribuição de um de seus projetos. Há alguns meses, o serviço de streaming também adquiriu os direitos de exibição globais da nova versão de “Shaft” que a New Line está produzindo e será lançado somente nos cinemas estadunidenses. Além deles, o canal também já comprou e lançou em sua plataforma o “Extinction” da Universal e os já citados “Aniquilação” e “The Cloverfield Paradox”.

Além de já ter o primeiro trailer, o próprio Andy Serkis comentou sobre o projeto em uma entrevista com o B9 durante a divulgação de “Planeta dos Macacos: A Guerra”, que você pode conferir abaixo.

Compartilhe: