Instagram ultrapassa Snapchat como aplicativo mais usado pelos jovens nos Estados Unidos

Depois de perder muitos usuários com seu "redesign furado", Snapchat fica atrás do Instagram pela primeira vez desde o início do estudo em 2016

por Soraia Alves

É oficial: o Instagram superou o Snapchat como o aplicativo mais usado entre os adolescentes nos Estados Unidos.

O banco de investimentos Piper Jaffray divulgou seu relatório anual “Taking Stock With Teens” nesta segunda-feira (22) e, pela primeira vez, o Instagram ultrapassou o Snapchat em termos de uso por adolescentes.

Para determinar as tendências em moda, tecnologia e entretenimento, a empresa entrevistou 8.600 adolescentes de 48 estados do país. Com isso, a pesquisa descobriu que 85% dos adolescentes disseram usar o Instagram pelo menos uma vez por mês, enquanto 84% disseram que usam o Snapchat pelo menos uma vez por mês.

Esta é a primeira vez que o Instagram supera o Snapchat na pesquisa da Piper Jaffray desde 2016.

No entanto, o Snapchat ainda é “muito querido” entre os usuários adolescentes: quando perguntado sobre qual é a sua plataforma de mídia social favorita, 46% dos adolescentes escolheram o Snapchat, enquanto 32% escolheram o Instagram.

No geral, o Snapchat e o Instagram são os dois aplicativos mais usados ​​entre os adolescentes pesquisados, enquanto o Twitter e o Facebook estão atrás.

O Snapchat diminuiu em popularidade entre todos os grupos, independente da idade, neste ano, especialmente depois que um novo design causou repercussão negativa entre seus usuários. Pouco depois de o app ter mudado seu design no começo do ano, cerca de 1,2 milhão de pessoas assinaram uma petição online pedindo aos desenvolvedores do Snapchat que desfizessem a atualização. As mudanças foram revertidas em maio, e até o CEO da Snap, Evan Spiegel, admitiu que o redesign afetou o número de usuários do app.

Por outro lado, nos últimos meses o Instagram adicionou recursos que pareciam copiar o Snapchat, como Stories e o desaparecimento de fotos de mensagens diretas. Essas e outras novidades ajudaram a empresa registrar 1 bilhão de usuários mensais ativos em junho.

Compartilhe: