jV3pcr2gBu7r2HBBsmdeG1fyJfY

Nielsen confirma que “Mulher-Maravilha 1984” foi o título mais assistido nos streamings dos EUA durante o Natal

Pesquisa foi atualizada depois que entidade enfim começou a medir a audiência do HBO Max, mas não define se foi a continuação ou "Soul" que gerou o maior público da semana

por Pedro Strazza

Na semana passada a Nielsen, mais tradicional entidade de pesquisa da audiência nos EUA, revelou os dados de público no streaming na época do último Natal e confirmou que “Soul” havia sido um grande sucesso no Disney+, liderando o ranking com 1,669 bilhão de minutos consumidos pelos assinantes. O relatório foi atualizado nesta sexta (29) com as primeiras informações de público do HBO Max, que confirmam que nos valores brutos a animação da Pixar ficou atrás de um único concorrente: “Mulher-Maravilha 1984”.

A nova aventura da super-heroína da DC Comics gerou um impressionante total de 2,252 bilhões de minutos consumidos pelos assinantes entre os dias 21 e 27 de dezembro de 2019, um valor que é 35% superior a “Soul” e 85% maior que os números obtidos por “Bridgerton”, grande série do momento na Netflix que estreou no mesmo 25 de dezembro dos outros dois títulos.

A performance de MM84 detectada pela Nielsen está de acordo com os dados divulgados recentemente pela WarnerMedia no último relatório financeiro trimestral. Embora dados de audiência não tenham sido divulgados no documento da companhia, o evento com acionistas apontou que a HBO Max chegou a 40 milhões de assinantes nas semanas anteriores ao lançamento do filme.

Enquanto a inclusão do filme de Patty Jenkins derruba “Criminal Minds” do top 10 de mais assistidos e forma a lista da Nielsen com maior número de longa-metragens até o momento (além de líder e vice-líder há também “O Céu da Meia-Noite”, “O Grinch” e “Crônicas de Natal 2”), ele também deixa claro que o feriado natalino no país foi amplamente dominado pelo debute dos dois blockbusters de estúdio no streaming da vez. Os números de “Soul” e principalmente “Mulher-Maravilha 1984” são da altura de séries que se tornaram fenômenos nos últimos meses, incluindo aí títulos como “Cobra Kai” e “Umbrella Academy”.

Não está claro quem “venceu” a corrida entre Disney+ e HBO Max, porém, dado que as diferentes durações das produções e ausência de parâmetros voltados a exibições individuais impossibilitam uma medição correta neste campo. É só considerar a razão entre minutos consumidos e duração dos conteúdos pra entender o problema: embora esteja à frente no ranking, “Mulher-Maravilha” em tese só pode ter sido visto 14,9 milhões de vezes pelos usuários – graças à duração de 151 minutos – enquanto “Soul” tem um teto de 17 milhões por conta da minutagem de 100 minutos.

Também vale acrescentar que a medição não leva em conta as últimas semanas, que devem ser liberadas no futuro próximo para determinar se os dois filmes conseguiram repetir o efeito de permanência no consumo dos EUA que é costumeiro das séries. Como reportamos anteriormente, o tamanho destas “caudas longas” é crucial para determinar o sucesso destes títulos dentro do streaming.

Você pode conferir abaixo o ranking de audiência completo e atualizado da Nielsen para a semana dos dias 21 a 27 de dezembro de 2020.

“Mulher-Maravilha 1984” (HBO Max): 2,252 bilhões de minutos assistidos
“Soul” (Disney+): 1,7 bilhão de minutos assistidos
“The Office” (Netflix): 1,4 bilhão de minutos assistidos
“Bridgerton” (Netflix): 1,2 bilhão de minutos assistidos
“O Céu da Meia-Noite” (Netflix): 1,1 bilhão de minutos assistidos
“The Mandalorian” (Disney+): 1 bilhão de minutos assistidos
“O Grinch” (Netflix): 705 milhões de minutos assistidos
“The Crown” (Netflix): 700 milhões de minutos assistidos
“Grey’s Anatomy” (Netflix): 691 milhões de minutos assistidos
“Crônicas de Natal 2” (Netflix): 660 milhões de minutos assistidos

Compartilhe:
icone de linkCopiar link