tarifa-onibus

Google Maps começa a aceitar pagamentos de transporte público e estacionamento

Mais de 80 cidades ao redor do globo agora permitem que você pague a passagem do ônibus ou metrô com o Google Pay

por Pedro Strazza

O Google Maps começou a implementar esta semana um novo recurso que permite pagamentos de passagens de transporte público e estacionamento. O caso das passagens é mais amplo, com a companhia confirmando uma expansão para mais de 80 agências de trânsito ao redor do globo (ainda que não especifique quais).

O bacana da função é que ele vem para agilizar o tempo do usuário planejando a viagem. De acordo com o anúncio oficial, a novidade surge quando você está vendo rotas no aplicativo, com uma opção de comprar passagens sendo disponibilizada junto com os resultados de direções. A única exigência do Google é que o usuário tenha uma conta no Google Pay, com um cartão de crédito ou débito devidamente validado na plataforma.

Já a opção de estacionamento na verdade é uma integração com os aplicativos Passport e ParkMobile, com um botão “Pay for Parking” sendo disponibilizado no destino do usuário para que este não tome uma multa no local onde ele deixou seu carro. O recurso permite tanto o início quanto a manutenção das taxas – ou seja, dá pra ir financiando “extensões” do prazo ao longo do tempo pelo app.

No caso do estacionamento, porém, a ferramenta só funciona por enquanto no território estadunidense. Mais de 400 cidades nos EUA ganharão a opção nos próximos dias, incluindo cidades importantes como Boston, Los Angeles, Nova York e Washington.

O Google nos últimos tempos vem se esforçando bastante para tornar o Maps mais útil no dia a dia dos usuários. Além das novas ferramentas, a plataforma em janeiro começou a exibir os locais de vacinação do coronavírus e nos últimos meses passou a permitir que usuários ajudem no mapeamento, mostrar a lotação do transporte público, apresentar rotas de viagem com bicicletas compartilhadas e até mesmo exibir a localização de semáforos.

Compartilhe: