Canadá proíbe venda dos shakes Soylent, “o alimento do futuro”

Segundo Agência de Inspeção de Alimentos do país, o produto queridinho de Silicon Valley não podem substituir uma refeição

por Soraia Alves

O Canadá proibiu a comercialização dos shakes da Soylent no país. Conhecido como “o alimento do futuro”, o shake promete ser uma alternativa fácil e barata de consumo de calorias e nutrientes, o que substituiria uma refeição saudável.

Acontece que Agência Canadense de Inspeção de Alimentos afirmou que os shakes não cumprem as normas nacionais para o que constitui uma substituição de refeição, e que por isso sua comercialização está suspensa.

O presidente da Rosa Foods, Rob Rhinehart, publicou uma carta no blog da empresa informando que os requisitos estão equivocados, mas que respeitam a decisão da agência e cumprirá as medidas regulatórias, além de continuarem trabalhando para tentar disponibilizar a Soylent novamente.

Os produtos Soylent surgiram em 2013, criados por uma startup do Vale do Silício e vendendo a ideia de um novo tipo de alimentação que seria a consumida no futuro.

Em 2016, a marca teve as vendas de suas barras de cereal suspensas em no mundo todo depois que muitos consumidores relataram diversos problemas como dor de estômago, vômito intenso e diarreia incontrolável.

Compartilhe: