luna3

Nos passos de Google e Microsoft, Amazon anuncia seu streaming de games: o Luna

Data de lançamento ainda não foi divulgada, mas preço inicial é de US$ 5,99 e inclui 100 títulos disponíveis a qualquer momento

por Pedro Strazza

Demorou um pouco, mas a Amazon enfim anunciou um streaming de games para chamar de seu. Durante seu evento de hardware nesta quinta (24), a companhia revelou o Luna, confirmando os rumores que já circulam desde o início de 2019 e completando sua aposta no mercado que desenvolve atualmente com a Twitch – ou melhor, Amazon Prime Gaming.

Embora não tenha ainda uma data de lançamento oficial, o novo serviço já ganhou uma página oficial no site da Amazon nos EUA e confirmou um valor “introdutório” de US$ 5,99 por mês. O pacote inicial permitirá por esse preço que o usuário acesse o Luna Plus a partir de até dois sistemas simultâneos – incluindo PC, Mac, Fire TV, iPhone e iPad – e com oferta de jogos em resolução de 4K e 60 frames por segundo. A estrutura do streaming será baseada no AWS, a plataforma web da companhia.

Em termos de catálogo, a Amazon declara que o Luna terá disponível no lançamento em torno de 100 jogos, incluindo pesos-pesados como “Resident Evil 7”, “Control”, “Panzer Dragoon”, “The Surge 2” e “Brothers: A Tale of Two Sons”. Mais games devem ser adicionados com o tempo, porém, e a companhia também confirmou uma parceria com a Ubisoft para a criação de um canal específico do estúdio dentro do serviço com direito ao lançamento simultâneo de novos games antecipados como “Assassin’s Creed Valhalla” e “Far Cry 6”.

A ideia do “canal”, vale acrescentar, é negociada com outros estúdios neste momento e em tese deve ter o mesmo resultado dos Prime Channels no Prime Video, com a Amazon inclusive anunciando um específico para acompanhar e criar transmissões de jogatinas no Twitch.

Por fim, há o controle. Previsto para ser vendido junto da assinatura ao valor de US$ 49,99, o hardware é opcional e conecta diretamente com o serviço de nuvem do Luna afim de reduzir qualquer possibilidade de ruído na experiência dos jogos e permitir que o usuário alterne rapidamente de monitor jogado com ele. A parte mais interessante, porém, é que o Luna permite que qualquer aparelho com conexão Bluetooth seja utilizado nas jogatinas, incluindo teclados, mouses e controles da preferência do usuário.

A briga do Luna, claro, é com o Stadia do Google, o Xbox Game Pass da Microsoft e até o Arcade da Apple, e o preço já coloca o serviço a frente da concorrência em algum campo. Embora o serviço não tenha o mesmo catálogo de um Game Pass, os 6 dólares atualmente cobrados são bem mais baratos que os 10 dólares do Stadia e os 15 do próprio streaming do Xbox.

Compartilhe: