Nos passos do Zoom, Facebook vai permitir videochamadas com 50 pessoas

Nos passos do Zoom, Facebook vai permitir videochamadas com 50 pessoas

Com planos de versões para o Instagram e o WhatsApp, Messenger Rooms é o primeiro serviço da companhia que busca a integração de todo os seus aplicativos

por Pedro Strazza

Depois do Google, agora é o Facebook quem decidiu implementar atualizações em suas plataformas para competir com o Zoom. A companhia de Mark Zuckerberg anunciou nesta sexta (24) um novo recurso da rede social principal e do Messenger que vai permitir que os usuários façam videoconferências de até 50 pessoas em seus produtos.

Nomeado Messenger Rooms e com lançamento iniciado esta semana em alguns países não especificados, o recurso é similar ao Zoom e permite a criação de salas públicas e privadas de chat tanto no Facebook quanto no Messenger, além de não obrigar os participantes a possuir uma conta nas plataformas. Outros recursos “imitados” da concorrência incluem a possibilidade de fundos virtuais, remoção de usuários e o “fechamento” de salas – além da inexistência de opções de gravação, reafirmando o compromisso da empresa em não coletar dados com o projeto.

Os chats das “salas” não contam com limite de tempo e são previstas para ganhar versões no WhatsApp e no Instagram, com o Facebook definindo a iniciativa como uma forma de criar um produto de videochamadas que seja mais social e menos corporativo no funcionamento.

O investimento do Facebook no projeto é sério. Além de exibir a ferramenta no topo da linha do tempo dos usuários, a plataforma também vai disponibilizar acessos rápidos aos Messenger Rooms em páginas de grupos e seu uso já estará vinculado a outras funções da rede social, incluindo os populares filtros de realidade aumentada dos Stories. “Ele é destinado a ser algo mais casual. Nem tudo precisa ter o planejamento adiantado” escreve Zuckerberg no anúncio do recurso, o qual define como “provavelmente um dos primeiros serviços que conta com integração em todas as nossas plataformas”.

O Facebook e o Messenger não são os únicos que ganharam reforços de peso no departamento de vídeo. A companhia também anunciou hoje que o WhatsApp a partir de agora também vai permitir conferências em vídeo de até oito pessoas, enquanto o Facebook Dating deve ganhar uma ferramenta do tipo para alimentar os matches da seção. Já as populares lives do Instagram poderão ser vistas no desktop e nos aparelhos Portal pelos usuários, e o Facebook confirmou que a função “Live With” será restaurada para permitir que o público compartilhe sessões de lives entre si.

Ainda não há previsão oficial de quando as Messenger Rooms serão disponibilizadas ao público brasileiro.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link