Cópia de logo_vertical (1) Imagem: Divulgação

PingPlay chega ao Brasil com promessa de total acessibilidade a cegos e surdos na locação digital

Plataforma estreia com preços promocionais de aluguel por R$ 2,90 e mais de 50 títulos disponíveis para ser visto com recurso de libras, audiodescrição e legendas descritivas

por Pedro Strazza

Com tanto serviço de streaming e plataforma de locação divulgando a disponibilidade imediata do seu catálogo, é de se considerar um que foque no tema da acessibilidade. Este é o mote de vendas do PingPlay, novo serviço de locação digital que é lançado no Brasil nesta segunda (15) com a promessa de promover acesso total de filmes ao público com deficiências auditivas e visuais.

A plataforma se diz no anúncio como a primeira “com filmes 100% acessíveis para pessoas com deficiência visual e auditiva”, incluindo de largada um catálogo com mais de 50 títulos com opções de audiodescrição, legendas descritivas e recurso de libras. Entre os títulos, destacam-se filmes alardeados dos últimos anos como “Aquarius”, “Parasita”, “Eu, Tonya” e “Doentes de Amor”.

Embora ainda não tenha aplicativo para o iOS e o Android, o serviço conta com todos os recursos de navegação tradicionais do streaming, incluindo a possibilidade da criação de um perfil Kids, e outros pensados por profissionais para o melhor proveito do público com deficiências visuais e auditivas, como recurso de acessibilidade preferencial e customização do tamanho da fonte e contraste do menu.

O PingPlay por enquanto deve funcionar como uma plataforma on demand, com oferta de títulos na locação digital de 48 horas, mas enquanto os valores devem reproduzir os vendidos na concorrência (ou seja, entre R$ 9,90 e R$ 14,90), o serviço está sendo inaugurado com uma promoção de itens promocionais a R$ 2,90. A ação vale até o dia 28 de março e inclui títulos como “O Oficial e o Espião” e o próprio “Aquarius”.

Compartilhe:
  • tags:
icone de linkCopiar link