maxresdefault-4

PornHub e Twitter vão banir pornô de celebridades feito por IA de suas plataformas

Os deepfakes pornográficos, porém, vão continuar encontrando espaço no Reddit

por Pedro Strazza

Como bem diz a regra 34 da internet, se algo existe, logo há uma versão pornográfica da mesma, e isso inclui as inteligências artificiais. Enquanto a ciência usa da tecnologia para encontrar inovações perigosas para os vídeos fake news e as redes sociais vão se divertindo colocando a cabeça do Nicolas Cage em todo tipo de filme, a indústria do sexo encontrou uma forma de lucrar com os algoritmos das IAs também conhecidos como deepfakes.

Para quem não é familiar ao nome, o deepfake é o termo usado para definir vídeos onde o rosto de uma pessoa é posto digitalmente em um performer de forma a parecer que ela está realizando uma ação que nunca praticou. No caso do pornô, esse conceito logo se transforma em celebridades praticando todo tipo de atividade sexual possível, desde do básico mamãe-e-papai a orgias tântricas. Não é difícil imaginar a vantagem para os consumidores mais pervertidos do pornô: graças às novas habilidades recém-adquiridas pelas inteligências artificiais, eles agora podem ver o ator ou atriz favorito transando do jeito e ângulo que melhor preferirem. Abaixo, um exemplo inocente do que é um deepfake:

Não é preciso dizer, mas esta “inovação” da pornografia é no mínimo problemática para os direitos de imagem de qualquer pessoa, em especial figuras públicas que podem ter sua reputação danificada por todo tipo de atrocidade sexual que eles na realidade não fizeram. Muitos dos sites – pornôs ou não – que servem de casa a esse tipo de prática perceberam isso, e agora estão tomando providências para que estes vídeos deixem de habitar suas plataformas.

Entre estes sites dispostos a eliminar os deepfakes pornográficos de suas redes – que incluem ainda o Discord e o Gfycat – se destacam o Twitter e o PornHub, duas grandes empresas nos ramos onde atuam. Enquanto o microblog declarou que está suspendendo contas que são identificadas como responsáveis por colocar estas publicações no seu sistema, a plataforma de pornografia afirmou ao Motherboard que é contrário aos deepfakes porque eles não tem o consentimento de todas as partes envolvidas. “Nós não toleramos qualquer conteúdo não consensual no site e removemos qualquer conteúdo do tipo assim que somos notificados de sua presença” diz a declaração oficial do site ao veículo.

Mas a batalha contra os pornôs de celebridade por IA ainda não acabou, muito porque um de seus principais replicantes ainda continua ativo. Além de manter a página dedicada a esses vídeos intacta, o Reddit não tomou nenhuma medida oficial em direção aos deepfakes além de pedir aos usuários pelas regras da comunidade que não coloquem digitalmente os rostos de crianças ou pessoas comuns em produções pornográficas. Os mais de noventa mil inscritos no grupo de deepfakes agradecem.

Compartilhe: