Não existe racismo no Brasil? Comercial de O Boticário com família negra é alvo de campanha de ódio no YouTube

40% das reações à campanha são negativas; quando comercial teve família branca, apenas algo em torno de 10% desgostou

por Matheus Fiore

A Boticário tem sido uma das marcas mais engajadas na questão da representatividade em suas campanhas. Em 2016, sua campanha para o Dia dos Namorados foi destaque tanto por trazer um casal homossexual quanto por tratar o assunto com naturalidade. Estranhamente, porém, boa parte do público se sentiu incomodado, algo oriundo do preconceito velado existente na nossa cultura – só em 2017, quase 500 pessoas foram vítimas de crimes motivados simplesmente por homofobia.

Em 2018, para o dia dos pais, o Boticário novamente pensou na representatividade. Dessa vez, a família retratada no comercial é composta exclusivamente por negros. A campanha, criada pela agência AlmapBBDO, valoriza a importância dos momentos entre pais e filhos e a necessidade de estar sempre presente.

Assusta, porém a rejeição a uma simples propaganda. O comercial, que foi veiculado dia 26 de julho, tem 18 mil likes contra 12 mil dislikes. Ou seja, 40% das reações do vídeo são negativas. Nos comentários, dezenas de pessoas reclamam do fato de o elenco ser exclusivamente negro. Mais uma campanha que mostra a desconexão com a realidade dos que dizem que não há racismo no Brasil – só precisamos lembrar que a cada 100 mortes no Brasil, 71 são de pessoas negras, para ver que o racismo é uma realidade.

A título de curiosidade: em 2016, a Boticário também fez campanha para o dia dos pais. Na ocasião, a família retratada era branca, e não houve campanha negativa por conta disso. São 9,7 mil likes contra 1,2 mil dislikes no vídeo postado no YouTube.

As redes sociais repercutiram a rejeição da campanha de 2018. Veja abaixo alguns dos comentários.

Compartilhe: