urqvy4uxj8ayRFX1mx7t3thsEAVOCFGF5q6e0t3Ngeg5LMviO4a9WMqdsAXwFMVJVk1FBzVnvCXc6nUExPn3W6ffA9DMztcr.0

Fazenda russa usa realidade virtual em vacas para aumentar quantidade de leite ordenhado

Experimento pelo visto é feito para diminuir ansiedade dos animais a partir de uma visão pacífica e serena de um campo de verão

por Pedro Strazza

O Ministério de Agricultura e Alimentos da região de Moscou anunciou esta semana um projeto que pretende aumentar a performance das vacas na hora de ordenhar leite a partir de… realidade virtual. O experimento proposto pela pasta é o que você observa na imagem acima: vacas sendo obrigadas a vestir óculos de VR afim de que elas diminuam sua ansiedade e aumentem a quantidade de leite fornecido nas fazendas.

O processo em si é tão fora da casa quanto se espera de um experiência dessas. De acordo com a divulgação do projeto, os óculos foram adaptados para adequar-se ao formato das vacas e exibem um “programa de simulação único de um campo no verão” para entreter os animais, sendo transportados por enquanto apenas à Rusmoloko, uma fazenda perto de Moscou.

A divulgação do projeto ainda nota que a iniciativa busca fazer parte de uma grande tendência da agricultura de usar a tecnologia para melhorar o bem estar dos animais, inserindo-se em ideias como tocar música relaxante nas fazendas. Os primeiros testes aparentemente mostram “uma diminuição na ansiedade e um aumento no emocional do rebanho”, com a entidade declarando que um estudo mais aprofundado deve vir nas próximas semanas.

Com tantas poucas informações disponibilizadas, é óbvio que há quem esteja suspeitando que tudo não passe de um golpe publicitário. O The Verge, por exemplo, aponta que o release do projeto afirma que o experimento não foi conduzido por uma universidade russa e sim pelo site de notícias de agricultura russo Milknews, além de encorajar os leitores a ficarem atentos ao próximo fórum de agricultura internacional na região.

Tanto o Milknews, o Ministério de Agricultura e Alimentos e a própria Rusmoloko não divulgaram informações adicionais sobre o projeto.

Compartilhe: