fbpx
Netflix, CCXP18, December 2018
Imagem: Netflix / Alexandre Schneider

CCXP volta a ser virtual em 2021, mas garante edição presencial para o ano que vem

Organização também confirma evento em Colônia e premiação para primeiro semestre de 2022

por Pedro Strazza

A organização da Comic Con Experience confirmou nesta terça-feira (14) a edição deste ano do evento de cultura pop para os dias 4 e 5 de dezembro, além de garantir a realização no virtual mais uma vez em 2021. Enquanto o anúncio de hoje derruba rumores de que o Estado de São Paulo usaria a CCXP como teste para a volta da realização de grandes eventos na região, a administração também garantiu um calendário que termina com o retorno da feira e dos palcos presenciais ao SP Expo em dezembro do próximo ano.

Batizada de CCXP Worlds 21, a edição deste ano também marca o lançamento do “CCXPverso”, calendário oficial do evento para os próximos meses que termina na edição presencial de 2022, em dezembro. Entre as duas feiras haverão dois trabalhos da organização: a CCXP 22 de Colônia, na Alemanha e previsto para junho, e a inédita CCXP Awards, descrita como uma premiação da cultura pop a ser realizada em maio.

Sobre a CCXP Worlds deste ano, a organização confirma que a plataforma usada em 2020 será renovada para corrigir problemas apontados pelo público, o que inclui entre outras coisas um acesso mais rápido aos canais de transmissão e um painel de ferramentas de interação. Serão cinco palcos e três streamings simultâneos desta vez, todos gratuitos apesar da oferta de pacotes – o Digital Experience e o Home Experience – acontecendo a partir do dia 15 de outubro no site oficial.

A organização também confirmou a presença da Amazon Prime Video e da Paramount Pictures na programação do principal palco do evento, a Thunder Arena, bem com a inclusão do veículo Collider nos trabalhos da transmissão. Outra transmissão será composta inteira de gameplays, comandadas por Alexandre Gaules durante a integridade dos dois dias de evento. Por fim, haverá um concurso de cosplay e um espaço ampliado para os artistas interagirem com visitantes – este último previsto para ganhar um documentário em 4 episódios, um “aquecimento” para o festival.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link