Emicida lança iniciativa multiplataforma com conteúdos em vídeos, podcast e redes sociais

Projeto pretende promover - por meio da empatia - uma mudança de comportamento que permita um respeito à pluralidade do Brasil

por Soraia Alves

Quando Emicida lançou o álbum “AmarElo”, no ano passado, ele não quis chamá-lo exatamente de disco, e sim de um “experimento social”, pois a sua proposta era para além da música. Agora, como mais um desdobramento do material, o rapper lança “AmarElo Prisma”, iniciativa multiplataforma cujo conteúdo se espalha em formato de vídeo (às quartas-feiras, em seu canal no YouTube), podcast (às sextas-feiras, nas plataformas de streaming), imagem e texto (em seu Instagram, Facebook e Twitter).

Emicida projetou tudo o que aprendeu ao longo dos anos como um raio de luz em AmarElo, numa espécie de prisma. “Quando você tem um ambiente de paz, consegue alcançar a serenidade e observar a realidade com maior clareza e capacidade de reflexão”, explica o artista. “Daí, é possível se conectar com a sua própria compaixão, se colocar no lugar do outro e, assim, mudar a realidade”, continua.

Com “AmarElo Prisma”, Emicida pretende promover – por meio da empatia – uma mudança de comportamento que permita um respeito à pluralidade do Brasil. Para isso, ele parte de narrativas pessoais (a dele e a de diversos entrevistados) para chegar em soluções coletivas.

Tal como o álbum construído com base em quatro pilares que inspiraram o rapper paulista no estúdio – paz, clareza, coragem e compaixão (retirados do texto do monge budista vietnamita Thich Nhat Hanh), “AmarElo Prisma” também foi organizado em movimentos, que serão lançados e destrinchados semanalmente: Paz, que dialoga com o corpo; Clareza, que aborda a mente e a saúde mental; Compaixão, fala da alma, empatia e capacidade de conexão com o outro; Coragem, que fala sobre o coração e o poder de criar uma nova história juntos, independente do medo gerado pelo desconhecido. Esta última, inclusive, traz a filosofia africana Ubuntu como referência (“eu sou porque nós somos”).

O primeiro vídeo já está no ar com Sista Kátia, conectora urbana; Bruna de Oliveira, Nutricionista – Crioula curadoria alimentar; Thiago Vinicius, Armazém Organicamente; Tainá Marajoara, cozinheira e pensadora; Débora Nunes, coordenação nacional do MST; Erick G. Schulz, professor de Ayurveda; Rael, cantor e compositor; e Dona Jacira, artista e mãe de Emicida.

A agenda completa do projeto ficou assim:

  • 27 de maio – Movimento 1 – Paz
  • 3 de junho – Movimento 2 – Clareza
  • 10 de junho – Movimento 3 – Compaixão
  • 17 de junho – Movimento 4 – Coragem

“AmarElo Prisma” é uma realização da Laboratório Fantasma em parceria com a agência criativa Mutato.

Compartilhe: