Cannes Lions 2019: “Whopper Detour” rende ao Burger King o GP de Titanium

Campanha que vendia Whoppers perto de unidades do McDonald's foi consagrada com o prêmio maior do festival por combinar diversos campos da publicidade

por Pedro Strazza

O Cannes Lions anunciou hoje (21) a lista de vencedores da categoria Titanium que é a principal honraria de sua premiação, e numa reviravolta extraordinária foi uma campanha do Burger King que foi consagrada com o maior GP do festival. Criado pela FCB New York, “The Whopper Detour” destronou concorrentes fortes como “The Truth is Worth It” do New York Times e “Dream Crazy” da Nike para faturar o seu terceiro Grand Prix no evento – além do Titanium, ela ainda levou para casa nos últimos dias os GPs de Direct e Mobile.

A campanha, no caso, envolvia a venda de Whoppers da rede ao preço de um centavo pelo aplicativo da empresa no celular com uma única obrigação: o pedido tinha que ser feito há poucos metros de uma unidade do McDonald’s. De acordo com o presidente do júri David Lubars, o “Whopper Detour” não apenas gerou mais de 1,5 milhão de downloads da plataforma mobile da marca mas também foi capaz de combinar ações no mobile, fora de casa, no impresso, com um forte comercial de partida e ótimas relações públicas para gerar uma das campanhas mais comentadas do último ano no meio publicitário: “Ele atende todas as categorias e é executado de maneira sublime. É muito divertido e criado de acordo com a marca” descreveu Lubars no anúncio.

Além de coroar uma semana perfeita para o Burger King na Croisette, a vitória no Titanium retorna a marca ao GP principal do Cannes Lions depois de 12 anos, quando recebeu o mesmo prêmio pela “Xbox King Games” no longínquo ano de 2007. Criado então pela Crispin Porter Bogusky, a campanha envolvia uma série de jogos oficiais do Xbox que haviam sido “apropriados” pela marca.

Outras campanhas que foram lembradas na premiação do Titanium foram a “Last Ever Issue”, da VMLY&R Poland para a Gazeta.pl; a “Changing the Game” da McCann New York para a Microsoft; a “The Uncensored Playlist” da DDB Germany para a Repórteres Sem Fronteiras da Alemanha; e a “Dream Crazy” da Wieden+Kennedy Portland para a Nike.

Compartilhe: